Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
Dourados
33°max
20°min
Campo Grande
30°max
22°min
Três Lagoas
35°max
22°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
MS

Som da Concha deste domingo terá o Soul e Jazz de Otávio e o sertanejo de Rodrigo Nogueira

17 outubro 2021 - 10h00Por Portal MS

O Som da Concha deste domingo (17) traz o Soul e Acid Jazz de Otávio, às 18 horas, com o show “Mais forte do que imagina”, e a música sertaneja de Rodrigo Nogueira, às 19 horas, com o show “Portal Pantaneiro”.

O show “Mais forte do que imagina” é resultado musical de um sonhador que está seguindo seu próprio caminho, depois de um longo tempo de composições acalentadas. Com canções autorais, esta celebração musical repleta de balanço tem o intuito de questionar valores e intenções, dar força para realizações pessoais, acreditando em si mesmo, nas pessoas, no trabalho, em Deus.

O estilo tocado é um mix de Soul, Acid Jazz e Brazilian Groove. Músicos experientes dão todo o tempero necessário para chegar a este sabor, num show envolvente e cheio de dinâmicas. Fazem parte da banda os músicos Claudenir da Silva Castro, na bateria; Jadiel Erik da Silva, no baixo; Diego Barbosa da Silva, na guitarra; Silvio de Matos Júnior, no saxofone; Alvani Calheiros Valério da Silva, no trompete e, é claro, Otávio de Oliveira Neto, no vocal e teclado.

Filho de índio terena com uma mineira, o campo-grandense Otávio Neto descobriu a música aos cinco anos, quando foi estudar violão popular com o vizinho sambista Osvaldo Lima, que lhe ensinou o caminho da swuingada música brasileira. Foi o primeiro amor musical.

Na adolescência se mudou para Curitiba, onde morou na casa do maestro Misael Passos e seu filho Misa Jr., com quem teve seu primeiro contato com produção musical e arranjos.

De volta a Campo Grande, descobriu os vocais eletrizantes e o groove da Soul Music e se tornou um pesquisador sobre o assunto, foi quando começou a trabalhar em estúdio como arranjador e assistente técnico.

Fundou o projeto Aldeia Black e já assinou arranjos de diversos artistas, como Guilherme & Santiago e Léo Verão & Daniel Freitas. Já acompanhou artistas como Gwen Letters (backing vocal Stevie Wonder), Sandra de Sá e Max de Castro. Assina quase 70 CDs produzidos de diversos gêneros musicais, alguns DVDs e muitas participações especiais em vários shows pelo Brasil.

Muito chamamé e bailão é o que pode esperar do show do acordeonista Rodrigo Nogueira, que possui em sua bagagem de muita experiência com duplas e grupos de bailes tradicionais, além do sertanejo raiz. Portal Pantaneiro é uma mistura de ritmos que remete ao mundo pantaneiro com muita animação da música sul-mato-grossense.

O músico Rodrigo Nogueira, acompanhado pelo seu grupo, toca e interpreta clássicos do sertanejo raiz, e obras regionais, como o chamamé. Sua banda é formada por Marcelo Nogueira - Voz e Violão; Guilherme de Souza – Bateria; Orivaldo Martins – Voz; Osvaldo Martins – Voz e Violão e Thiago Cabral – Percussão. O próprio Rodrigo Nogueira participa também, é claro, com voz e acordeon.

O acordeonista campo-grandense Rodrigo Nogueira começou sua carreira em 2002, quando formou um grupo musical com seus primos e começou a tocar em bailes na capital e no interior do Estado de Mato Grosso do Sul. Com experiência na bagagem, foi convidado a tocar com duplas de renome nacional como Ronaldo Viola e Praiano, Batô e Fernando, e Luis Goiano e Girsel da Viola, fazendo apresentações para grandes públicos em vários estados e feiras agropecuárias tradicionais.

De volta aos bailes, o músico integrou os grupos: Os Pantaneiros, Fama, Grupo Trembão e Jeitão Pantaneiro, se apresentando em várias festas tradicionais da cultura sul-mato-grossense. Em 2019, em carreira solo, lançou o CD intitulado “Na Tradição Pantaneira”, no qual o artista interpreta clássicos da música regional com participação de artistas e amigos que fazem parte da história da música sul-mato-grossense.

Atualmente Rodrigo Nogueira se apresenta acompanhado por músicos experientes e leva ao público um repertório variado, dançante e romântico, destacando o estilo sertanejo raiz, bailão e ritmos regionais, como o chamamé.

Som da Concha – O projeto criado em 2008 pela Fundação de Cultura proporciona shows aos finais de semana com entrada franca na Concha Acústica Helena Meirelles, que fica no Parque das Nações Indígenas. O projeto valoriza e difunde a produção musical sul-mato-grossense, selecionando músicos instrumentistas ou cantores solos, bandas ou grupos musicais residentes em Mato Grosso do Sul.

Serviço – A edição 2020 do projeto acontece com transmissão ao vivo pelo www.youtube.com/fundacaodeculturamsoficial e pelo Facebook da Fundação de Cultura de MS, e com público presencial com entrada liberada para 238 pessoas, marcados na arquibancada, por ordem de chegada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trio paraguaio é preso no Altos do Alvorada com maconha e skunk
DOURADOS
Trio paraguaio é preso no Altos do Alvorada com maconha e skunk
ECONOMIA
Prefeitura de Dourados paga salários de servidores nesta quinta-feira
Produtores defendem Índice do Leite em reunião de Frente Parlamentar na Assembleia
LEGISLATIVO DE MS
Produtores defendem Índice do Leite em reunião de Frente Parlamentar na Assembleia
Polícia encontra quase meia tonelada de maconha e skunk em utilitário
TRÁFICO
Polícia encontra quase meia tonelada de maconha e skunk em utilitário
Capitão Contar questiona pontuação diferenciada para grupos específicos em processo seletivo
LEGISLATIVO DE MS
Capitão Contar questiona pontuação diferenciada para grupos específicos em processo seletivo
ENTREPOSTO
Cocaína apreendida no Parque Alvorada é avaliada em R$ 1 milhão
ECONOMIA
Senado aprova Auxílio Brasil, programa social que substitui o Bolsa Família
SEXTA-FEIRA
Aplicação de 2ª e 3ª doses contra Covid continua no Dom Teodardo Leitz
PANDEMIA
Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil
NOVA ANDRADINA
Cinco são presos por furto de motos, um deles utilizava tornozeleira eletrônica

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Caminhoneiro que morreu em acidente na Serra de Maracaju era douradense
PONTA PORÃ
Morre agente de saúde alvo de atentado a tiros na fronteira
DARK CARD
Operação que apura desvios de recursos públicos feitos por servidores mira oficina em Dourados
DOURADOS
Homem persegue trio que invadiu o comércio dele e consegue recuperar celulares