Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99257-3397

Soldado americano se recusa a voltar para o Iraque

28 março 2004 - 11h02

O soldado dos Estados Unidos Camilo Mejía, de origem nicaragüense e filho do cantor Carlos Mejía Godoy, será julgado por uma corte marcial especial como desertor, após se recusar a regressar para sua unidade no Iraque, informaram fontes militares no sábado. A decisão foi tomada pelo general William Webster, máxima autoridade da base militar de Fort Stewart (Geórgia), acrescentaram as fontes. A pena máxima que Mejía pode receber neste julgamento especial é a de um ano de prisão e a saída do Exército por mau comportamento. Se fosse julgado por um tribunal militar comum, ele poderia ser condenado a cinco anos de prisão e à expulsão do Exército. O soldado, que tem 28 anos e mora em Miami Beach (Flórida), disse que preferia ser preso à lutar numa guerra que considera injusta e ""motivada pelo petróleo"".

Deixe seu Comentário

Leia Também

DETRAN
Proprietários de veículos agora devem atualizar endereços pela internet
Brasileira cria polêmica ao proibir empregados paraguaios de falar guarani
Brasileira cria polêmica ao proibir empregados paraguaios de falar guarani
ITINERANTE
Carreta da Justiça leva serviços à população da comarca de Jaraguari
POLÍTICA
Prefeitura diz que errou e não confirma vereador Marcelo Mourão como vice-lider
UFGD
Concurso Docente da convoca para prova didática e heteroidentificação
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientações relativos aos minhocuçus em casas de iscas vivas
CASO RACHADINHAS
STJ adia julgamento de novos recursos do senador Flávio Bolsonaro
POLÍCIA
Pai acusado de "roubar" crianças já havia registrado denúncia contra mãe
PICO DA PANDEMIA
Brasil chega a 40 dias com média de mortes por Covid acima de mil
EDUCAÇÃO
MEC oferece 30 mil vagas em cursos para professores da área do esporte

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
PANDEMIA
Mais uma pessoa morre por covid em Dourados e casos confirmados se aproximam de 21 mil
DOURADOS
Homem é suspeito de incendiar carro de vizinho após ser mordido por cachorro