Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Só 43% dos adultos usam banco no país, diz estudo

02 abril 2008 - 07h19

Apesar da expansão da renda e do crédito na economia e dos sempre crescentes lucros bilionários dos bancos no Brasil, o acesso aos serviços bancários ainda está restrito a apenas 43% da população adulta do país.
A informação consta de um estudo da Felaban (Federação Latino-Americana de Bancos), que pretende aprofundar a pesquisa para criar, até o fim do ano, um índice mais completo e confiável sobre a bancarização na região. Inicialmente, serão contemplados cinco países, possivelmente Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.
O objetivo é mensurar não apenas dados quantitativos, mas também qualitativos. Além de informações como o número de contas correntes, agências e caixas eletrônicos em relação ao total da população, será considerada também a sustentabilidade desse acesso, com base nos marcos regulatórios e no ambiente institucional de cada país.
"A bancarização está na agenda da América Latina, mas ainda existem poucas informações sobre o assunto", explica a pesquisadora Liliana Rojas, responsável pelo estudo. Os dados existentes, no entanto, são suficientes para concluir que a inclusão financeira ainda é baixa no continente.
Com base no indicador preliminar de acesso da Felaban, nenhum dos países pesquisados pode ser considerado com alto grau de bancarização. O Chile --onde se estima que a penetração dos serviços financeiros chegue a 60% da população adulta-- é o país com o melhor desempenho na região, podendo ser considerado com "nível médio de acesso". O Brasil fica na categoria de baixo a médio acesso, ao lado de Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Panamá, Uruguai e Venezuela.
Segundo Rojas, o problema atinge também as micro, pequenas e médias empresas, que têm dificuldades para obter crédito. A pesquisadora explica que os principais obstáculos ao acesso são de ordem social e regulatória, além da própria falta de preparo dos bancos para atender aos potenciais clientes.
"No Brasil, os obstáculos sociais são incrivelmente importantes", diz. Entre esses empecilhos, estão a informalidade e a falta de cultura financeira. No âmbito regulatório, pesam a alta carga tributária que incide sobre o sistema bancário, a maior da região, e a ineficiência burocrática, que supera a corrupção nas queixas dos bancos.
Segundo Rojas, os altos depósitos compulsórios também desestimulam os empréstimos para o setor privado e levam os bancos a priorizarem títulos públicos. "Se a situação internacional piorar, e a aversão ao risco aumentar, esses papéis podem se deteriorar, deteriorando também a qualidade dos bancos", avaliou.
O diretor-geral da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Wilson Roberto Levorato, reconheceu que a inclusão da baixa renda no sistema bancário é um desafio para a instituição. Ele destacou, no entanto, que iniciativas como a implementação de correspondentes não-bancários e a expansão do crédito consignado têm contribuído para o maior alcance dos serviços.
Segundo ele, em 2007 houve um aumento de 10,1% na rede de atendimento dos bancos sobre 2006, puxado principalmente pelo incremento de 15,5% no número de correspondentes. Já a relação crédito/PIB passou de 30,7% para 34,7% no mesmo período. "Houve crescimento principalmente para a pessoa física, com forte participação do crédito consignado", explicou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sanesul alerta para possível falta de água em bairros
DOURADOS
Sanesul alerta para possível falta de água em bairros
Trabalho remoto foi mais recorrente para quem tinha curso superior
PANDEMIA
Trabalho remoto foi mais recorrente para quem tinha curso superior
Rebeca é 1ª brasileira com ouro e prata em um só Mundial de Ginástica
ESPORTE
Rebeca é 1ª brasileira com ouro e prata em um só Mundial de Ginástica
União deve fornecer medicamento à portadora de doença no sistema sanguíneo
BRASIL
União deve fornecer medicamento à portadora de doença no sistema sanguíneo
Cemitérios municipais só podem receber limpezas particulares até a véspera de Finados
DOURADOS
Cemitérios municipais só podem receber limpezas particulares até a véspera de Finados
SUÇUARANA
Pesquisadores confirmam presença de onça parda na zona oeste do Rio
CAPITAL
Horta social custeada pelo TJMS venderá sua produção para grande rede varejista
MS
Justiça Federal autoriza afastamento e pagamento de salário-maternidade a gestantes na pandemia
DOURADOS
Prefeito anuncia equipes de prontidão após alerta de tempestade
REGIÃO
Jovem é encaminhado para delegacia ao ser flagrado com porção de maconha

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia