segunda, 08 de agosto de 2022
Dourados
22°max
17°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Sinjorgran e a liberdade de expressão

11 agosto 2004 - 15h44

O churrasco promovido no almoço de reinauguração das instalações do espaço que abriga a sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Grande Dourados (Sinjorgran) simboliza como liberdade de expressão é fundamental na sociedade democrática.Em oposição, a proposta do governo federal de interferir no conteúdo jornalístico-cultural, levando ao chamado dirigismo, é extremamente preocupante.As propostas de definir um aspecto do conteúdo da produção cultural pelo governo e de criar um conselho para “fiscalizar” a profissão do jornalismo remontam da tradição que vem do Século XIX, como uma herança do Estado Absolutista. Política é a livre manifestação de idéias.Quando o poder político quer definir o que pode ser visto, ouvido, tocado pela população, ele fere a democracia. A ferida surge a partir do momento que a sociedade veja, sinta e ouça aquilo que o governo quer ver e mostrar.O limite entre a aceitação e a rejeição de propostas como essas é muito tênue.A história mostra diversos exemplos de governos que quiseram e fizeram a definição da pauta e da censura nos seus tempos.No Brasil, a ditadura Vargas foi bem sucedida na definição de pautas e fazer censura, assim como aquela militar. A ditadura stalinista russa, o nazismo alemão e o fascismo italiano são provas ainda vivas de como é realmente tênue sua aceitação.Foram governos de linhas de atuação diferenciadas, mas sempre pautados em tentativas não fracassadas que ajudaram a moldar mentes para dizer “sim”, que sempre levaram a catástrofes complicadas na história.Com viés de esquerda ou de direita, foram governos que impuseram sua ideologia no seu modo de ser.Por exemplo, preocupa o laivo nacionalista que limita em trinta por cento de cotas para capital estrangeiro na produção cultural. Trata-se de um apelo para definir um padrão ideológico, eu diria até ético.Devemos lembrar que a liberdade de expressão é muito rara e muito difícil por ser muito vinculada aos padrões econômicos, políticos e interesses pessoais.Liberdade de expressão é um objetivo. E quando uma lei quer definir o objetivo, é aí que está o erro.Dourados é uma cidade de característica multiétnica, multicultural e multiclassista. Aqui o dirigismo não se aplica. Por isso, “Meus parabéns ao Sinjorgran, sua diretoria e filiados pela existência plural”. Eduardo Marcondes Médico e vereador (PMDB) em Dourados. E-mail: eduardo@eduardomarcondes.com.br 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campanha de Vacinação contra Poliomielite começa nesta segunda
DOURADOS

Campanha de Vacinação contra Poliomielite começa nesta segunda

Com corda improvisada, integrantes do PCC fogem de presídio paraguaio
FRONTEIRA

Com corda improvisada, integrantes do PCC fogem de presídio paraguaio

TEMPO

Segunda-feira nublada com chuva a qualquer hora do dia em Dourados

SAÚDE

Varíola dos macacos: entidades criticam estigma a homossexuais

Homem é espancado em construção abandonada na Capital
POLÍCIA

Homem é espancado em construção abandonada na Capital

GERAL

Justiça nega 'habeas corpus' pedido pela defesa do cônsul alemão

REGIÃO

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel

CULTURA

Academia Brasileira de Letras reabre bibliotecas para o público

CAPITAL

Mulher capota veículo e é socorrida pelo Corpo de Bombeiros

DIREITOS HUMANOS

Lei Maria da Penha completa 16 anos neste domingo

Mais Lidas

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

Adolescente fica gravemente ferido após caminhonete capotar na MS-141

SUSPEITO FOI PRESO

Casal de idosos é assassinado em residência no centro de Coxim

REGIÃO

Corpo de idoso é encontrado carbonizado em residência destruída por incêndio