Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Silêncio de Pimenta Neves confirma culpa, diz promotor

03 maio 2006 - 13h47

O promotor Carlos Haita Filho disse que o fato de o jornalista Antonio Pimenta Neves ter se mantido em silêncio hoje durante seu julgamento em Ibiúna, São Paulo, apenas confirmou os fatos anteriores de que ele foi o autor dos disparos que mataram a jornalista Sandra Gomide. "Seria um absurdo ele tentar reverter essa situação a esta altura do campeonato. Desse modo, a sua culpa, fica inquestionável". Pimenta Neves manteve-se em silêncio durante o interrogatório. Logo após a leitura da denúncia, o juiz Diego Ferreira Mendes perguntou se ele gostaria de falar alguma coisa sobre o crime e a resposta foi "não, prefiro me manter em silêncio". Em seguida, o juiz perguntou se ele gostaria de falar algo sobre os fatos que antecederam o crime e a resposta novamente foi uma negativa. Mendes fez uma terceira pergunta - se ele gostaria de falar alguma coisa posterior ao crime - e a resposta foi mais uma vez "não". O promotor disse que pedirá que o réu seja enquadrado por homicídio duplamente qualificado. "Aí quem decidirá a pena será o juiz, de acordo com os jurados". O CasoPimenta Neves, 69 anos, chegou para o julgamento às 8h04 em meio a um grande tumulto e sem falar com a imprensa. O jornalista entrou pela porta da frente do tribunal. O jornalista confessou ter dado dois tiros na ex-namorada, a também jornalista Sandra Gomide, no dia 20 de agosto de 2000. O primeiro atingiu as costas de Sandra, à época com 32 anos. O segundo, no ouvido, foi à queima-roupa. Se for condenado, a pena pode chegar a 30 anos, segundo o promotor Carlos Rodrigues Horta Filho.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pré-seleção de reservistas é feita para o Projeto Lote Urbanizado em Antônio João
HABITAÇÃO
Pré-seleção de reservistas é feita para o Projeto Lote Urbanizado em Antônio João
Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
COXIM
Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
MS
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
IMUNIZAÇÃO
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
POLÍCIA
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
MS
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
DOURADOS
Em 'hibernação' para ser vendida, São Fernando rende R$ 13 milhões no bimestre
MATO GROSSO DO SUL
Governo cria Fundação de Apoio à Educação Básica em MS
ECONOMIA
Indústria de MS gera mais de 6 mil novos empregos em um ano
É LEI
Sessão adaptada para autistas nos cinemas de MS é garantida por lei

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"
MONTE ALEGRE
Vídeo mostra ação de dupla armada em mercado de Dourados
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Mulher é assediada durante pesquisa em Dourados e registra ocorrência