Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Severino: liberar emendas não tem a ver com CPI

03 junho 2005 - 15h22

O presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), disse hoje que a liberação de verbas das emendas dos parlamentares ao Orçamento da União não está sendo usada como moeda de troca para barrar a CPI dos Correios. "Errar é humano. Se eles erraram antes por não ter liberado as verbas, naturalmente, agora, com o superávit que está tendo a Fazenda, ele (Palocci) vai poder fazer o pagamento do que está devendo aos municípios. Isto é um débito do governo federal", disse Severino, após café da manhã com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Severino afirmou que as emendas estão sendo liberadas normalmente porque "esse é o caminho das emendas" e que não há nenhum tipo de favor nessa liberação. O ministro Palocci, segundo Severino, disse que a liberação dos recursos será feita dentro da normalidade e de acordo com a disponibilidade de fundos nos cofres do governo. A oposição, que acusa o governo de usar a liberação dos recursos para emendas parlamentares com a finalidade de tentar abafar a CPI, pediu que Palocci dê explicações sobre a liberação.O senador José Jorge (PFL-PE) apresentou um requerimento para que Palocci apresente explicações no Senado sobre o suposto uso de recurso público com finalidade de arquivar a CPI dos Correios. "A emenda parlamentar não é feita para ser usada como instrumento para conseguir votos no senado", afirmou. O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deve apresentar um novo requerimento de convite a Palocci na próxima semana para saber o destino dos recursos.O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio Neto (AM), pediu que Palocci mantenha-se distante da "operação-abafa", em nome da estabilidade econômica. Virgílio considera Palocci "o último bastião de credibilidade do governo" e afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não agiu de "boa fé" com o presidente do Senado, Renan Calheiros, ao garantir ao parlamentar que não iria interferir no processo de instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Correios.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinação contra Influenza visa 1,4 milhão de pessoas a menos do que da Covid
MATO GROSSO DO SUL
Vacinação contra Influenza visa 1,4 milhão de pessoas a menos do que da Covid
CNM pede coordenação para enfrentar covid-19 e nega estoque de vacina
PANDEMIA
CNM pede coordenação para enfrentar covid-19 e nega estoque de vacina
Campanha para arrecadar agasalhos é lançada em Dourados
INVERNO SOLIDÁRIO
Campanha para arrecadar agasalhos é lançada em Dourados
Adolescente é flagrada vendendo cocaína após mãe ser presa por tráfico de drogas
REGIÃO
Adolescente é flagrada vendendo cocaína após mãe ser presa por tráfico de drogas
Vacinação contra a gripe deve atingir 80 milhões de pessoas
BRASIL
Vacinação contra a gripe deve atingir 80 milhões de pessoas
DOURADOS
Polícia 'estoura' entreposto do tráfico no Jardim Guaicurus
EDUCAÇÃO
Inscrições para ocupação de bolsas remanescentes do Prouni ocorrerão em 3 e 4 de maio
SIDROLÂNDIA
Acusado de matar homem e ocultar corpo em Assentamento se apresenta à polícia
PANDEMIA
MS mantém média alta de mortes por coronavírus e ultrapassa 4,9 mil óbitos
PANDEMIA
Com mais 51 testes positivos, Dourados confirma mais duas mortes por Covid

Mais Lidas

HOMICÍDIO
Jovem é morta com tiros de escopeta em Itaporã
DOURADOS
Motociclista tem suspeita de fratura nas pernas após ser atingido por carro
ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
PANDEMIA
Covid mata 11 pessoas em Dourados em dia de 149 novos casos