Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Serra Pelada volta a ser esperança para 43 mil garimpeiros

28 maio 2005 - 10h28

Serra Pelada, região que no início dos anos 80 foi considerado o maior garimpo a céu aberto do mundo, voltará em breve a ser uma promessa de emprego para mais de 43 mil garimpeiros. Desde segunda-feira (23), os garimpeiros do Norte, Nordeste e do Centro-Oeste que ainda querem explorara a área iniciaram o recadastramento, nos postos instalados em 15 cidades, para voltarem a exercer a mineração em Serra Pelada.O recadastramento, denominado de readequação pelos técnicos do Ministério de Minas e Energia (MME), atingirá cerca de 43 mil garimpeiros que trabalharam em Serra Pelada e pertenciam à Coogar (Cooperativa dos Garimpeiros de Serra Pelada), a primeira cooperativa da região. Nos próximos 60 dias, eles deverão se associar à Coomigasp (Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros), entidade que, segundo o ministério, detém os direitos minerários na região, ou seja, a permissão para explorar o garimpo.O sonho dos garimpeiros de reativar Serra Pelada se deve a um acordo entre o governo federal, o Sindicato dos Garimpeiros de Serra Pelada (Singasp) e a Coomigasp. E a condição exigida pelo governo para que isso ocorra é que todos os ex-garimpeiros da região sejam integrados à cooperativa. Após essa etapa, eles receberão do governo a autorização para explorar 370 hectares que incluem a cava, buraco onde é feita a escavação para a procura do outro, e a área ao redor. Segundo o secretário-adjunto de Geologia do Ministério de Minas e Energia, Cláudio Scliar, a estimativa é que o alvará cedendo o direito de mineração à cooperativa saia em novembro. "Há mais de 20 anos existe uma necessidade muito grande de se resolver em definitivo a situação de Serra Pelada. São milhares de garimpeiros que trabalharam na região e se sentem espoliados por não terem reconhecido o seu direito sobre a área. Desde que assumimos o ministério, temos o objetivo de responder a essa demanda social que existe na região", explicou Scliar.Uma outra exigência do governo é que, ao contrário do que ocorreu na década de 80, desta vez a extração de ouro só poderá ser feita por uma empresa de mineração por meio de lavra mecanizada. Segundo o ministério, o buraco do extinto garimpo é hoje ocupado por um lago do tamanho de três campos de futebol, com 500 metros de diâmetro e 300 de profundidade. A área, portanto, não serve mais para a mineração manual.De acordo com Scliar, após obter a autorização para voltar a explorar Serra Pelada, a Coomigasp poderá arrendar o local ou negociar com alguma empresa o direito de exploração da área. O presidente do Singasp, Raimundo Benigno, diz que os garimpeiros vão aguardar as propostas. Se nenhuma delas agradar, eles pretendem usar um financiamento da Caixa Econômica Federal para comprar máquinas e industrializar o garimpo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Contêineres para descarte de resíduos sólidos são instalados em área indígena
DOURADOS
Contêineres para descarte de resíduos sólidos são instalados em área indígena
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção
Prefeitura dá início a entrega de Kits Alimentação para mais de 8 mil alunos
DOURADOS
Prefeitura dá início a entrega de Kits Alimentação para mais de 8 mil alunos
Dourados estreia com derrota para o  Comercial no hexagonal
FUTEBOL
Dourados estreia com derrota para o Comercial no hexagonal
Resultados de exames para Covid-19 podem ser acessados sem sair de casa em MS
PANDEMIA
Resultados de exames para Covid-19 podem ser acessados sem sair de casa em MS
DOURADOS
Campanha quer arrecadar alimentos entre pessoas vacinadas contra a Covid
CRIME AMBIENTAL
Derrubada ilegal rende multa de R$ 36 mil a fazendeiro
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 2,5 milhões amanhã
JOGOS DE TÓQUIO
Sorteio define grupos das seleções masculina e feminina de futebol na Olimpíada

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados