Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99257-3397

Senado vai alterar projeto da reforma tributária, diz Delcídio

29 setembro 2003 - 13h33

O Senador Delcídio do Amaral (PT/MS) afirmou nesta segunda-feira em Campo Grande que o projeto de Reforma Tributária sofrerá profundas modificações quando tramitar no Senado. Em entrevista concedida ao Programa Hora Extra, da Rádio FM Educativa, Delcídio disse que os parlamentares sul-mato-grossenses estão atentos e vão trabalhar em conjunto para evitar perdas na arrecadação do estado.- Eu não tenho a menor dúvida de que, do jeito que está, a reforma tributária não vai ser aprovada no Senado. O texto que saiu da Câmara dos Deputados suscita muitas dúvidas, principalmente em relação à unificação das alíquotas do ICMS, a cobrança do tributo  na origem ou no destino e as compensações que serão pagas aos estados pela isenção de impostos nas exportações. Tudo isso pode trazer muitos prejuízos para Mato Grosso do Sul e o Centro-Oeste e nós não vamos permitir que isso aconteça - garantiu o senador.Delcídio enumerou outros pontos que vão exigir um empenho grande da bancada de Mato Grosso Sul para evitar que o estado perca arrecadação.Embora o governador Zeca do PT e a equipe do governo tenham garantido no texto inicial do projeto que o ICMS sobre o gás natural importado da Bolívia continuará sendo cobrado exclusivamente por Mato Grosso do Sul, a bancada de São Paulo já emitiu sinais de que vai lutar para reverter esse quadro e dividir a arrecadação com os demais estados por onde passa o gasoduto. Isso seria um desastre para nós porque os impostos sobre o gás natural representam hoje 15 % da nossa receita e a tendência é subir ainda mais com o aumento do transporte e do consumo do produto. Tenho conversado bastante com os senadores Juvêncio e Ramez e decidimos que vamos fazer o que for preciso  para garantir essa conquista - frisou.Outros pontos polêmicos citados por Delcídio são a redução de impostos sobre os produtos primários, o prazo de vigência dos incentivos fiscais e o aumento da carga tributária sobre máquinas e equipamentos agrícolas.  Atualmente esses produtos são tributados com redução para 2,8%, 4,1% e 5,1% respectivamente, mas que, se depender do interesse dos estados que produzem esses bens, sofrerão aumento na alíquota.Segundo o parlamentar sul-mato-grossense, o Senado vai aprovar até o final deste ano apenas os pontos mais urgentes da  Reforma Tributária, como a continuidade da CPMF, a Desvinculação das Receitas da União e os novos critérios de distribuição dos recursos arrecadados com a CIDE (contribuição que incide sobre combustíveis).- O restante, que tem provocado tanta polêmica entre empresários, as bancadas, a equipe econômica do Governo, prefeitos e governadores, vai ficar para o ano que vem - previu o senador. Nesta terça-feira, Delcídio vai participar da reunião que acontece em Brasília dos governadores e as  bancadas das regiões  Centro-Oeste, Norte e Nordeste no Senado que, juntas, somam 60 dos 81 senadores e têm poder de influir decisivamente nos rumos da Reforma Tributária. - No encontro vamos definir uma estratégia para garantir a aprovação de uma reforma justa, que corrija as distorções existentes hoje entre as diferentes regiões do Brasil e combata a concentração de riqueza no Sul e no Sudeste - finalizou.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Sexta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
POLÍTICA
Secretário da prefeitura de Dourados vai à Brasília destravar projetos e obras
TRÊS LAGOAS
Vizinhos ouvem tiro, denunciam e mulher é encontrada ferida em residência
FUTEBOL
STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo com o Inter
CORUMBÁ
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
JUSTIÇA
Weintraub é condenado por dizer que universidades cultivam maconha
PARAGUAI
Polícia acha explosivos e descobre 'tentativa de fuga em massa' de presídio
EDUCAÇÃO
Lista de espera do Prouni está disponível para consulta
TRÁFICO
Traficantes de cocaína construíam carretas para levar drogas para São Paulo

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados