domingo, 23 de janeiro de 2022
Dourados
38°max
24°min
Campo Grande
35°max
23°min
Três Lagoas
39°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Seleção masculina de vôlei estréia hoje no Sul-Americano

02 setembro 2003 - 09h25

O primeiro fiasco da seleção de vôlei sob o comando do técnico Bernardinho ainda está vivo na memória dos jogadores. E é pensando em se redimir da derrota que tirou o país da disputa pelo ouro no Pan que o Brasil estréia nesta terça-feira no Sul-Americano. O primeiro confronto da equipe será diante do frágil Chile, às 17 horas, no Rio, mas as atenções já estão todas voltadas para a última rodada, quando os brasileiros estarão novamente diante da Venezuela.O algoz da seleção em Santo Domingo é apontado como o principal adversário no torneio, que vale vaga para a Copa dos Campeões, em novembro, no Japão, o Pré-Olímpico do vôlei. No Pan, o time nacional ficou pela primeira vez fora da decisão de uma competição desde que o técnico Bernardinho assumiu o comando, em 2001. Repetir o resultado no torneio da América do Sul seria ainda mais vexaminoso. Além de ser o favorito pelo retrospecto dos últimos três anos --é o atual campeão do Mundial e da Liga Mundial-, o time brasileiro nunca perdeu a competição continental, que é disputada desde 1951. "O Sul-Americano tem uma importância natural. Esta edição, no entanto, é ainda mais importante porque temos a obrigação de vencer para buscar a vaga em Atenas", disse o técnico Bernardinho. "Além disso, teremos em quadra a Venezuela, que mostrou que pode jogar de igual para igual com o Brasil", completou. Mas o novo status venezuelano é motivado muito mais por um sentimento de revanche do que pela qualidade do adversário. "É o jogo mais esperado. Vamos querer ganhar deles de qualquer maneira. Temos de provar que podemos nos recuperar do Pan", afirmou o levantador Maurício. O confronto com a Venezuela não é apenas a principal atração para os jogadores da seleção. A partida de sábado, a última do Brasil, terá transmissão ao vivo da TV Globo. Segundo a assessoria da emissora, que só abrirá sua grade para essa partida, a escolha foi feita por causa do interesse gerado após o mau resultado na República Dominicana. Mas, antes de encarar a revanche, a seleção terá de passar por três adversários até mais frágeis do que seu novo arqui-rival. Nesta terça-feira, o time entra em quadra contra o Chile, que tem ficado fora dos principais torneios internacionais. Neste ano, os chilenos não foram nem à Liga Mundial nem ao Pan-Americano. As partidas seguintes serão contra Paraguai e Argentina, que, apesar da tradição como segunda força do continente, também tornou-se uma incógnita. A equipe não participou das principais competições deste ano por causa da suspensão imposta ao país pela federação internacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher é socorrida em estado grave após colisão entre carro e carreta
SÃO GABRIEL

Mulher é socorrida em estado grave após colisão entre carro e carreta

ECONOMIA

PIS/Pasep 2022: trabalhador já pode consultar se tem direito ao abono

Morto a tiros dentro de carro estava indo cobrar dívida, diz esposa

POLÍCIA

Durante visita, homem acaba esfaqueado pela namorada do amigo

EDUCAÇÃO

MS libera quase R$ 10 milhões para reformas em escolas do interior

CORUMBÁ

Vítimas de acidente na rodovia BR-262 são pesquisador e dentista

FUTEBOL

Palmeiras estreia no Paulistão com vitória sobre Novorizontino

TRÊS LAGOAS

Ex-funcionário rouba drogaria uma semana depois de ser demitido

ECONOMIA

UFGD abre hoje período de inscrições para 15 vagas de Bolsas Cultura

TRÁFICO

Helicóptero que saiu de MS é apreendido com 250 kg de cocaína

Mais Lidas

REGIÃO

Grave acidente deixa oito mortos em rodovia

DOURADOS

Morto em confronto, além de ser suspeito de morte de menor, tinha extensa ficha criminal

DOURADOS

Dois são flagrados com droga na PED

TRÁFICO DE DROGAS

Cocaína que saiu da região de fronteira do MS é interceptada em SP