Menu
Busca quinta, 17 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Secretária de Japorã contesta divulgação de aftosa

19 abril 2006 - 10h47

A secretária de Desenvolvimento Rural de Japorã, Arlene França, considerou como de má-fé a interpretação dada pelo jornal Mídiamax de que ela havia dito que exame detectou aftosa em bovino de Japorã. Arlene informou que a “suposta afirmação” por parte do veículo de comunicação causa um grande problema dentro do município que vem lutando para passar por esta crise que abala todo o município que vem com grande dificuldade tentando se recuperar desse sério problema. A secretária destacou ainda que os botos de que havia foco de aftosa em Japorã veio se agravando nos últimos dias devido as informações de que foram coletados material para exames em animais do município. “Esses exames são de rotinas e foram intensificados nos últimos dias pela Iagro de Japorã para acelerar os trabalhos no município tento em vista que nos próximos dias os animais sentinelas estarão sendo introduzidos em Japorã como já está acontecendo em Mundo Novo e Eldorado”. O diretor-presidente da Iagro, João Cavalléro estima que na próxima semana será possível alocar animais sentinelas também em Japorã. Segundo ele, diversas pequenas propriedades (assentamentos) do município receberão 1.328 bovinos. "Utilizaremos a introdução de animais em Mundo Novo e Eldorado como aprendizagem para depois inserirmos o gado em Japorã, onde o volume de animais e de propriedades é maior", ressaltou Cavalléro. Ele comentou aindaEm nota divulgada ontem pelo MAPA, exames sorológicos feitos em bovinos de Japorã, pelos técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na última quinta-feira, deram resultados negativos para febre aftosa. A informação foi dada pelo superintendente federal de Agricultura em Mato Grosso do Sul, José Antônio Felício, que recebeu no final da tarde de segunda-feira os laudos do Lanagro (Laboratório Nacional Agropecuário) de Pernambuco. "O exame de ITB feito nos animais não apresentou nada", frisou o superintendente. No Ministério da Agricultura, em Brasília, a informação é de que a situação ainda está sob "investigação".Já o diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), João Cavalléro, confirmou que as informações repassadas pelo ministério não indicam atividade viral na região. Cavalléro explicou que os técnicos realizaram a coleta de amostras numa propriedade de Japorã, que tem 134 bovinos, e mandaram-nas ao laboratório de Pernambuco com intuito de verificar se há circulação viral nas propriedades fora da área em que foram registrados focos da doença. "Os exames foram realizados com este princípio de busca pelo vírus, mas não há indicativo de febre aftosa", disse.Ontem começaram a chegar a Eldorado e a Mundo Novo os 316 animais (bovinos com cerca de 8 meses de idade, sem nenhum tipo de vacinação) que serão usados como sentinelas nas áreas onde foram detectados os focos de aftosa. Os animais saíram da Fazenda Otília, no Pantanal, e serão remanejados, sendo 182 em Eldorado e 134 em Mundo Novo. Por enquanto nenhum animal será colocado em Japorã.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
Mais 936 mil doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil
Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano
ECONOMIA
Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano
ECONOMIA
Ibovespa fecha em queda após EUA anunciarem alta de juros
CARTÃO SESC
Sesc MS assina parceria com Governo e servidores terão descontos em serviços
Covid-19: país tem 2,9 mil mortes e 95,3 mil casos em 24 horas
BRASIL
Covid-19: país tem 2,9 mil mortes e 95,3 mil casos em 24 horas
NA CAPITAL
Detran-MS vai liberar veículos em pátios por requerimento virtual
BRASIL
Ação do DF e de Goiás mobiliza 200 agentes na busca de foragido
DOURADOS
Alan Guedes recebe doações para organizar retomada das aulas presenciais
POLÍTICA
Relator da reforma administrativa apresenta roteiro de trabalho
DEPUTADOS
CCJ da Câmara aprova intimação judicial por aplicativo de mensagens

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista baleado em golpe do "falso frete" é identificado
DOURADOS
Multinacional não paga R$ 351 milhões à vista e juiz intima Santa Helena para compra de usina
DOURADOS
Jovens que tentaram aplicar golpe do 'falso frete' e balearam motorista são apreendidos
PONTA PORÃ
Preso por tráfico, homem diz ser corretor e mostrava residência para casal