Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Schincariol acusa Ambev e critica diferenças no tratamento da PF

24 junho 2005 - 18h03

A Schincariol divulgou nota hoje acusando a Ambev de ter sido autuada por irregularidades fiscais. No entanto, segundo a cervejaria, a Ambev não recebeu o mesmo tratamento dado pela Polícia Federal e Receita Federal para a Schincariol, que teve toda a sua diretoria presa na semana passada. A Schincariol é a segunda maior cervejaria do país; a primeira é a Ambev.Em nota oficial, a Schincariol informa que causou estranheza o fato de toda a diretoria da empresa ter sido presa "no mesmo dia que o grupo faria uma defesa oral, no Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica], contra a fusão entre a Interbrew e a Ambev". No dia da prisão, o Cade aprovou por unanimidade a associação entre a cervejaria brasileira AmBev e a belga Interbrew. A Schincariol informou ainda que vem denunciando publicamente ao Cade e à SDE (Secretaria de Direito Econômico) "as operações anticoncorrenciais da Ambev". Entre as operações citadas pela Schincariol estão "o uso de contrato de exclusividade com estabelecimentos comerciais, impedindo que esses pontos de venda comercializem produtos de outras marcas". "Talvez, por insistir junto às autoridades que fossem estabelecidas regras mais transparentes e equilibradas para o mercado de bebidas é que o grupo Schincariol acabou sendo atacado e teve sua imagem comprometida", diz a nota da Schincariol.A cervejaria informou ainda que causou estranheza a diferença entre o tratamento dispensado à Ambev e aquele dado para a Schincariol. "Ao mesmo tempo em que os funcionários da empresa foram presos e acusados sem que os seus advogados tivessem o acesso aos autos por uma semana, a Ambev, com autuações fiscais da Receita Federal que chegam à soma de mais de R$ 2 bilhões, não tivesse sofrido o mesmo rigor por parte das autoridades. Uma situação que demonstra claramente a aplicação de dois pesos e duas medidas nos casos", diz nota divulgada pela Schincariol.Procurada pela reportagem, a Ambev informou que não vai comentar as acusações da Schincariol.Operação cinematográficaNa nota, o grupo Schincariol reafirmou "repúdio à operação conjunta realizada pela Polícia Federal e Receita Federal, que resultou na prisão pelo período de 10 dias de seus diretores e funcionários".Segundo a cervejaria, essa operação foi "um total absurdo", que "não passou de um show cinematográfico montado pelas autoridades policiais".A cervejaria culpa ainda a exposição dessas imagens pela descontinuidade do contrato de empréstimo firmado com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). "Essas atitudes irresponsáveis, que mancham a imagem da empresa, poderão prejudicar futuramente a contratação de novos financiamentos com o BNDES, acarretando com isso uma paralisação no projeto de crescimento, como a abertura de novas fábricas e geração de empregos." A Schincariol informou ainda que "não existe nos autos do inquérito nenhum elemento que justifique a prisão temporária dos nossos colaboradores". "A empresa sequer foi autuada pelo Fisco em decorrência dessa operação, desconhecendo-se por completo quais as infrações fiscais e tributárias eventualmente imputadas à empresa", diz a nota.Na nota, o grupo diz que já passou por momentos difíceis, como a morte de seu fundador, Nelson Schincariol, assassinado em 2003. "E sempre teve a capacidade de superar os obstáculos. A empresa e seus colaboradores asseguram aos seus consumidores e clientes que vão vencer mais esta difícil etapa, permitindo que o grupo retome o desenvolvimento econômico." 

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
TCE-MS pede explicações sobre irregularidades de R$ 2,2 milhões em licitação de prefeitura
INTERNACIONAL
Ataques a tiros em dois estados deixam 6 mortos nos EUA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
Adolescentes estouram janela de alojamento e fogem de Unei
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
MPE-MS alerta gestores sobre prática de novo golpe no WhatsApp
REGIÃO
Após comprometimento de 98% do pulmão, prefeito se recupera da Covid-19
POLÍCIA
Após desentendimento, menina de 10 anos sai de casa e fica sete horas desaparecida
POLÍCIA
Homem é morto com vários golpes de faca e assassino é preso horas depois
PANDEMIA
Dourados segue com 100% das UTIs Covid ocupadas e com fila de espera por leitos

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto