Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Saúde diz que Estado é culpado por falta de vagas

15 janeiro 2010 - 17h04

A Secretaria municipal de Saúde de Dourados distribuiu nota informando que foi por deliberação da “central de vagas” do Estado que os responsáveis pelo bebê indígena, recém nascido de Coronel Sapucaia, teve que ser enviado para tratamento em Dourados, mesmo sem local para internação, centro da chamada vaga zero.
A vaga zero, segundo a nota, é uma política para casos de urgências e emergências, preconizada pelo próprio Ministério da Saúde. Este sistema é colocado em ação quando não existem vagas nos leitos, espaço físico e até mesmo insumos e aparelhos propícios ao tratamento do paciente.
“Você manda um paciente para um determinado lugar através da vaga zero, ou seja, você está dizendo se ´vira com este problema´, neste caso, a criança deveria ter sido encaminhada para a Capital, já que lá é o local onde existem mais recursos para assegurar a recuperação do bebê”, disse o secretário de saúde Mário Eduardo Rocha.
O mecanismo de vaga zero, segundo o secretário, joga a responsabilidade sobre o município. Para ele o que deveria haver é a criação de políticas que reavaliem o sistema. “Em minha opinião em cada município deveria haver pelo menos um leito UTI neonatal para atender as crianças em casos de urgência, isso diminuiria a demanda para Dourados e Capital e ainda daria mais qualidade aos pacientes de outros municípios”, informou Rocha.
Para o secretário, além dos investimentos a proposta da vaga zero deveria funcionar corretamente dentro do município, sendo que se o paciente não for atendido no hospital público ele deve ser encaminhado ao hospital particular mais próximo. “O Hospital da Mulher, unidade do Hospital Evangélico na situação do presente caso, não pode negar atendimento . Haja vista ele deter, por contrato, o atendimento do SUS, inclusive sua unidade particular deve dar retaguarda na falta de leitos no Hospital da Mulher”, finalizou o secretário.
 
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UFGD
Seminário Virtual de Engenharia de Alimentos começa nesta 2ª-feira
PONTA PORÃ
Vendaval deixa rastro de destruição em comunidade indígena da fronteira
AUXÍLIO
Caixa paga hoje benefício para mais 7,8 milhões de trabalhadores
PARANAÍBA
Por suposta dívida, empresário atira no peito de homem em conveniência
TEMPO
Segunda-feira gelada, com sol entre nuvens em Dourados
STJ
Quinta Turma dará mais publicidade aos processos levados em mesa para julgamento
BRASIL
Câmara pode votar Lei de Emergência Cultural na próxima terça-feira
BRASIL
Firjan Senai oferece cursos de aperfeiçoamento para todo o país
STJ
Juiz deverá aplicar medidas coercitivas a familiares que se recusam a fazer DNA, sejam ou não parte na investigação de paternidade
STF
Empresas optantes pelo Simples têm direito a imunidades em receitas decorrentes de exportação

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista