Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Santos vence o Atlético (MG) na Vila Belmiro: 2 a 0

18 setembro 2004 - 19h10

A chuva atrapalhou, e Ricardinho perdeu a aposta (cinqüenta cestas básicas) neste sábado, no jogo entre Santos e Atlético-MG, já que pouco mais de 13 mil torcedores compareceram à Vila, e o capitão havia apostado em um mínimo de 15 mil. Dentro de campo, porém, o camisa oito foi fundamental para a conquista dos 2 a 0 e a manutenção da liderança do Brasileirão, agora com 58 pontos. Com o resultado, o Santos mantém um tabu: jogando em casa, o Peixe jamais perdeu um jogo sequer para times mineiros na história do Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG manteve-se com 34 pontos ganhos, na 18ª colocação, mas pode cair ainda mais no domingo, caso Flamengo e Vitória vençam seus jogos contra Goiás e Internacional, respectivamente. No próximo final de semana, o Santos volta à Vila Belmiro para enfrentar o Vitória, enquanto o Galo receberá o Inter em Belo Horizonte. Antes, porém, o time da Vila vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo, quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. O jogo: O Atlético-MG bem que tentou estragar a bonita festa que a torcida santista começou a fazer assim que a bola começou a rolar, justamente com um ex-jogador do time da Vila Belmiro. Aos seis minutos, Rubens Cardoso cruzou fechado para a área e quase surpreendeu Mauro, que conseguiu desviar para escanteio. Dois minutos depois, o troco santista veio na melhor moeda possível: o gol. E em jogada ensaiada. Ricardinho cobrou falta para Paulo César, que colocou na área. Deivid ajeitou de cabeça, Danrlei falhou e Domingos, quase em cima da linha, tocou para abrir o placar e explodir as arquibancadas da Vila Belmiro. Depois do gol santista, o Galo ainda tentou importunar Mauro mais uma vez, mas sem sucesso.O Peixe, só para variar, criou e desperdiçou inúmeras chances para ampliar o placar ainda no primeiro tempo. As duas melhores chances foram perdidas pelo camisa nove Deivid, aos 11 e 29 minutos. Na primeira, ele recebeu de Léo, que avançou pela esquerda após toque de calcanhar de Robinho, mas acabou chutando para fora. A outra jogada também foi originada em um contra-ataque. Deivid recebeu pela direita, cortou o zagueiro e bateu forte, mas Danrlei fez bela defesa, redimindo-se da falha no gol. O Santos errava muitos passes, principalmente os mais fáceis, também prejudicado pelo gramado molhado, que fazia a bola correr demais, mas continuava criando oportunidades para chegar ao segundo gol. A última boa chance da primeira etapa aconteceu aos 42 minutos. Emerson, que substituira Zé Luis, contundido, perdeu a bola para Robinho no meio-campo. O camisa sete tocou para Deivid e recebeu na frente, mas acabou batendo mal, à direita de Danrlei. BombardeioO segundo tempo começou exatamente igual ao primeiro. O primeiro lance de perigo pertenceu ao Galo, em um chute forte, de longa distância, do meia Rodrigo Fabri. Depois disso, o domínio santista voltou a prevalecer, e o segundo gol esteve próximo aos quatro minutos, depois que Deivid bateu cruzado e Robinho chegou um segundo atrasado no carrinho. O bombardeio continuou e o segundo gol era apenas uma questão de tempo. E ele saiu aos 11 minutos, em uma linda jogada de ataque. Deivid arrancou pela esquerda, deu um drible desconcertante em Gaúcho e serviu para Robinho, que bateu. Danrlei rebateu e Elano, livre pela direita, só cutucou para fazer 2 a 0 Peixe. No lance seguinte, como não poderia deixar de ser, o Santos teve um gol anulado. Paulo César cobrou falta pela esquerda, o zagueiro do Atlético-MG desviou e Deivid tocou de cabeça para ampliar, mas o árbitro alegou impedimento. Com a chuva ensopando o Galo, o Peixe nadou à vontade e perdeu a chance de inundar as redes mineiras de gol. Aos 18, com Preto Casagrande, aos 20 e 22, com Ricardinho, o terceiro gol só não saiu graças a belíssimas intervenções do camisa um Danrlei. Depois dos 25 minutos, o Atlético-MG aproveitou a acomodação santista e cresceu no jogo, chegando com perigo em cobranças de falta de Gaúcho e Rodrigo Fabri, que morreram nas mãos do goleiro Mauro. Com as entradas de Bóvio, Basílio e Marcinho, o Santos voltou a crescer no jogo, mas não conseguiu produzir o suficiente para ampliar o marcador e o placar ficou mesmo nos 2 a 0.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
POLÍTICA
Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
EMPREGO
Marinha abre concursos para 26 vagas, com remuneração de R$ 9 mil
Agehab realiza primeira entrega de agasalhos em Dourados 
SOLIDARIEDADE
Agehab realiza primeira entrega de agasalhos em Dourados 
SENADO
CPI ouve hoje Ernesto Araújo sobre críticas à China e cloroquina
Traficantes atacam policiais a tiros e acabam presos com 1,5 t de maconha
FRONTEIRA
Traficantes atacam policiais a tiros e acabam presos com 1,5 t de maconha
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho

Mais Lidas

POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
CLIMA
Frio mais intenso do ano é previsto para esta semana em Dourados
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
FEMINICÍDIO
Mulher é encontrada morta com golpe de faca no pescoço na região do João Paulo II