Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Santos e São Caetano estréiam hoje na Taça Libertadores

05 fevereiro 2004 - 09h20

Santos e São Caetano estréiam hoje à noite na Taça Libertadores da América e, enquanto os meninos da Vila Belmiro tentam o tri-campeonato, a equipe do ABC tenta conquistar o primeiro título. O Santos reinicia hoje a luta por seu terceiro título da Taça Libertadores bastante confiante e não é para menos, já que, além da experiência adquirida no ano passado, quando perdeu a final para o argentino Boca Juniors, o time alvinegro conta agora com um elenco considerado mais forte.O primeiro teste será diante do Jorge Wilstermann, na Bolívia, às 18h30 (horário de Mato Grosso do Sul), sendo que santistas e bolivianos estão no Grupo 7 com o Guarany, do Paraguai, e o Barcelona, do Equador. Da formação titular em 2003, o Santos manteve quase todas as suas principais estrelas. As únicas baixas importantes foram o goleiro Fábio Costa, que se transferiu para o Corinthians, e o artilheiro Ricardo Oliveira, negociado com o futebol espanhol. Mas ambos foram substituídos à altura por Doni e Robgol, respectivamente. Além disso, a equipe se reforçou com o lateral-direito Paulo César, solução de um antigo problema do time, e o volante Claiton, que deve roubar o lugar de Paulo Almeida. As contratações de 2004 também deixaram o Santos mais forte em seu banco de reservas. Agora, Leão conta com mais opções de qualidade, como os meio-campistas Lopes e Preto Casagrande e o atacante Basílio. “Sem dúvida, nós temos um elenco bem mais completo”, resumiu o técnico. “Com os reforços que chegaram e a experiência do ano passado, temos mais chances de chegar ao título”, completou o técnico. Já o São Caetano estréia na Taça Libertadores contra o The Strongest às 18h30, em casa, buscando reconhecimento. O time do ABC, que foi vice-campeão da América em 2002, tenta novamente o título para entrar definitivamente no rol dos grandes clubes brasileiros. O São Caetano conta com jogadores experientes na competição. O zagueiro Dininho, que já disputou a Libertadores em 2001 e 2002 pelo Azulão, afirma que o time do ABC não pode deixar a vitória escapar em casa. “Já disputei duas Libertadores pelo São Caetano e sei que vencer em casa é muito importante. O The Strongest é o time mais perigoso do nosso grupo, pois no jogo de volta teremos de enfrentá-los na altitude”, lembra o zagueiro. Já o meia Gilberto afirma que o que vale contra times sul-americanos é a força. “Na Libertadores, há mais contato físico entre os jogadores. Os juízes deixam o jogo rolar, não adianta ficar simulando falta”, alerta o jogador, que vai disputar sua quarta Libertadores, já que defendeu o Cruzeiro em 1998, e o Grêmio em 2002/03. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONORA
Acusado de matar a ex-mulher com 10 facadas é preso se escondendo em cemitério
JUDICIÁRIO
Plenário do STF mantém decisão que determinou instalação da CPI da Covid
PEDRO JUAN
Atingido a tiros por pistoleiros, homem dirige caminhonete até hospital
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
COVID-19
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
OPERAÇÃO HÓRUS
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
CORONAVÍRUS
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
INFRAESTRUTURA
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
Motorista atropela e mata atual marido da ex e deixa bebê em estado grave
UEMS
Divulgado resultado preliminar para seleção de tutores e professores 
BRASIL
Anvisa diz que prazo para liberar vacinas tem a ver com documentação

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados