Menu
Busca sexta, 10 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Safra 2003 de algodão em MS foi de 65 mil toneladas

21 dezembro 2003 - 11h43

Mato Grosso do Sul plantou nesta safra 2003/04 cerca de 45 mil hectares de algodão, com produção estimada de 65 mil toneladas em pluma. Os principais municípios produtores são Chapadão do Sul, São Gabriel do Oeste, Costa Rica, Sonora, Ponta Porã, Dourados, Maracaju, Naviraí e Itaquiraí. A produtividade média do Estado na safra 1999/00 foi de 165 arrobas/hectare (ha), sendo que uma @ (arrroba) equivalente a 15 quilos. Para a safra 2003/04, a estimativa é de 230 @/ha. Alguns produtores atingem até 286 @/ha.Uma característica interessante, revelada no estudo “Cadeia Produtiva do Algodão de MS: Eficiência Econômica e Competividade”, elaborado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agropecuária do Oeste), patrocinado através do programa Pluma do governo do Estado, indica que, embora o nível tecnológico e as produtividades sejam bastante distintas entre a agricultura empresarial e a agricultura familiar, em especial, nos assentamentos rurais, ambas apresentam alto grau de competitividade, pois a lucratividade se assemelha. Outra ponto relevante, observado pelo coordenador de Agronegócios em Agricultura da Secretaria de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), Fernando Nascimento, diz respeito à qualidade da fibra produzida pelos produtores sul-mato-grossenses, ou seja, o comprimento, a uniformidade e a resistência que o mercado procura, principalmente o externo, que remunera mais pelo produto, são diferenciais observados no produto plantado em Mato Grosso do Sul. Atualmente no Estado estão instaladas 15 indústrias beneficiadoras de algodão. O governo estadual, por meio da Seprotur, mantém dois programas de incentivo: o Pluma, que premia produtividade e qualidade e o Expansul, que concede incentivo financeiro à expansão de novas áreas. O Pluma tem cadastrado 227 produtores, dos quais 169 plantam até 50 ha; 18 cultivam de 50 a 200 ha e 40 plantam acima de 200 ha.“O Estado possui condições favoráveis para a expansão dessa lavoura, pois conta com solos férteis, topografia plana, chuvas em quantidade e bem distribuídas, colheita em período seco, além do capital humano de excelente qualidade, no caso os agricultores e seus colaboradores”, comentou Fernando Nascimento. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Mulher foi atacada com facão pelo filho sem motivo após ele beber
AGLOMERAÇÃO
Bolsonaro abraça pessoas e posa para fotos em padaria de Brasília
CAMPO GRANDE
Condenado a 13 anos, homem é preso sete anos depois do crime
UFGD
Inscrições para contratação de professor visitante vão até o dia 17
RIBAS DO RIO PARDO
Caseiro atira contra ‘invasores’ e descobre que eram parentes do patrão
SOLIDARIEDADE
Campanha do Agasalho Abevê espere arrecadar 38 mil peças de roupa
DOURADOS
Inova Unigran desenvolve protótipos de protetores faciais para doação
ESTALIONATO
Produtor rural perde cerca de R$ 123 mil em golpe de venda de gado
RURAL
MS deve registrar safra de 11 milhões de toneladas, maios da história
TRÊS LAGOAS
Motorista é preso após digirir bêbado por mais de 30 quilômetros

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma mais um caso de coronavírus e Estado chega a 89
COVID-19
Dos casos de coronavírus em Dourados, três estão curados e um internado
DOURADOS
Mulher morta em acidente cursava pedagogia e terá corpo levado a Naviraí
DOURADOS
Dupla é presa acusada de tentativa de homicídio e fazer criança como escudo