Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
PREPARAÇÃO

Rui Falcão diz que vitória de Dilma vai 'preparar' volta de Lula em 2018

06 setembro 2014 - 10h13

Em encontro com outros dirigentes do partido em São Paulo nesta sexta-feira (5), o presidente do PT, Rui Falcão, disse que a reeleição da presidente Dilma Rousseff das eleições deste ano servirá para "preparar" a volta de Luiz Inácio Lula da Silva na disputa de 2018. A declaração foi feita na presença do próprio ex-presidente.

"É grande a nossa responsabilidade, não só eleger o Padilha, como também eleger a Dilma para continuidade nesse processo e preparar a volta do Lula em 2018", afirmou Rui Falcão, sob aplausos de prefeitos, parlamentares e ministros do governo.

Afirmação semelhante foi feita pelo presidente do diretório do PT de São Paulo, Emídio de Souza, que disse que "o caminho mais curto para o Lula ser candidato à presidente em 2018 é a reeleição da Dilma". Ele também pediu aos militantes que não tenham vergonha de usar a estrela do PT e de defender o governo Dilma.

As declarações foram feitas em evento fechado com integrantes do PT na capital paulista para alavancar a candidatura de Alexandre Padilha ao governo estadual. Participaram do ato dirigentes e políticos eleitos do partido.

No encontro, Lula cobrou mais empenho para melhorar o desempenho de Dilma em São Paulo. Segundo a última pesquisa Datafolha, a petista aparece em segundo lugar no estado, com 23% das intenções de voto, atrás da candidata do PSB, Marina Silva, com 42%. No segundo turno, Marina venceria Dilma, com 61% contra 29%.

"Não é possível que a Dilma tenha 23% aqui. Cadê o PT? Cadê os prefeitos do PT? Nós governamos 16 milhões de pessoas aqui", desabafou o ex-presidente. Ao lado do candidato do PT ao governo estadual, Alexandre Padilha, Lula disse que o partido enfrenta neste ano "as eleições mais difíceis desde que foi fundado."

"Não há nenhuma explicação para a Dilma estar perdendo a eleição aqui em São Paulo. O PT governa muita gente. A gente não pode deixar de ter orgulho de ser petista. Nós temos que fazer aqui quase que um comando de campanha para cuidar da eleição só em São Paulo. Se a gente crescer dez pontos em São Paulo a eleição está garantida. Vou te encher o saco, [Fernando] Haddad. Vou encher o saco de todos os prefeitos. Se o prefeito não colocar a cara ninguem vai", afirmou.

Segundo ele, o estado de São Paulo é tão complexo que embora não tenha apoio da classe média, o PT já elegeu prefeito da capital três vezes e já administrou várias cidades de médio porte.

Em sua fala, Rui Falcão resumiu o posicionamento do partido em relação a Marina. "Não temos nada contra a Marina. O que nós temos contra é com o programa que ela encampou. Vamos fazer o contraste de projetos, um ataque duro ao que significa atraso do país", afirmou.

Também presente, o presidente da CUT, Vagner Freitas, disse que o programa de Marina està "à direita" plano de Aécio Neves.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Suspeito de furtar bicicleta é apedrejado e vai parar em hospital
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Aprovada isenção de IR para aposentados com sequelas de covid-19
Mulher ganha R$ 50 mil no Nota Premiada com recibo do enterro do pai
Mulher ganha R$ 50 mil no Nota Premiada com recibo do enterro do pai
SAÚDE
Preso, Roberto Jefferson vai passar por cirurgia de cateterismo
CAPITAL
Após ser acusado de roubo, homem tenta matar mulher a facada
ONLINE
UEMS realiza palestra sobre 'Leitura e Literatura para bebês e crianças'
CAPITAL
Família faz vaquinha de R$ 21,9 mil para cirurgia de bebê de 8 meses
ASTRONOMIA
Entenda o que é equinócio, fenômeno que dá início à primavera
MARACAJU
Padrasto foge após menina contar a amiga da família que era estuprada
JUDICIÁRIO
Plataforma no portal do TJ/MS facilita busca de veículos apreendidos

Mais Lidas

DOURADOS
Vizinhos sentem mau cheiro e idoso é encontrado morto no Novo Horizonte
PEDRO JUAN CABALLERO
Adolescentes desaparecidas na fronteira são localizadas
FRONTEIRA
Adolescentes brasileiras estão desaparecidas desde o último sábado
DOURADOS
Maconha apreendida em barracão usado como entreposto do tráfico pesou mais de 1,5t