Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Rotação da lavoura pastagem é solução de problema

16 agosto 2004 - 18h45

Um dos principais problemas do plantio direto nos trópicos é a baixa disponibilidade de palha para cobertura do solo. Este problema pode ser solucionado com a rotação lavoura/pastagem, a palha que sobra das pastagens contribui para o aumento do teor de matéria orgânica do solo, além de formar uma excelente cobertura.Mas isto não é o que se vê na maioria das propriedades, porque uma fração expressiva das pastagens são mal manejadas e estão degradadas. Uma das principais causas da degradação é a utilização de uma taxa de lotação superior a capacidade de suporte da pastagem, com isto sobra pouco resíduo de palha para os ciclos de lavoura. Este manejo também é prejudicial para o pecuarista, porque a baixa disponibilidade de pasto limita o desempenho dos animais e é uma das causas da ineficiência desta atividade. Esta pecuária pouco eficiente e de baixa lucratividade vem sendo substituída pela cultura da soja, em Mato Grosso do Sul, resultado de um desnível tecnológico entre estas duas atividades. Enquanto os agricultores utilizam grande parte da tecnologia disponível os pecuaristas contentam-se em explorar o que a pastagem ainda é capaz de produzir, sem gastos. Todo agricultor conhece bem a produtividade dos diferentes talhões de sua propriedade, com isto consegue saber que práticas estão funcionando melhor e que proporcionam maior lucratividade. O pecuarista até hoje conhece pouco qual é a produtividade dos seus pastos e de sua propriedade. É indispensável conhecer a produtividade na pecuária, em kg de peso vivo/ha (alqueire) ou de carcaça em kg ou @/ha (alqueire). A maior parte dos pecuariastas desconhecem as tecnologias que envolvem o processo de produção, tem informações apenas dos produtos que estão na moda, como novidades em termos de raças, tipos pastos ou insumos. Seu conhecimento é, na maioria das vezes, insuficiente para compreender e desenvolver práticas mais complexas como uma reforma de pasto, adubação ou manejo. Os agricultores são mais familiarizados com tecnologia e quando integram sua atividade com a pecuária, mesmo sem tradição, dão aula de como se recria e engorda gado. Em Mato Grosso do Sul, as condições naturais são muito favorável a pecuária intensiva, porque a estação seca é relativamente curta, as geadas são esporádicas, o solo apresenta alto potencial de produção e há disponibilidade de grãos e resíduos a custo mais baixo que em outras regiões. Com tudo isto a pecuária pode ser uma atividade tão rentável quanto a agricultura, basta que seja utilizada, de forma racional os recursos naturais, a tecnologia e os insumos disponíveis. A integração agricultura/pecuária é uma linha de pesquisa na Embrapa Agropecuária Oeste. Em 2000 foi implantado um experimento, em Dourados, com o objetivo de estudar como o manejo da pastagem de Brachiaria brizantha cv. Marandu (Braquiarão) pode influenciar a produção animal e de grãos, quando em sistema de rotação lavoura/pastagem. Foram fixados quatro intensidades de pastejo na recria de novilhos de 1 a 2 anos. O pasto e os animais foram avaliados de outubro a maio, durante a estação chuvosa de 2001 a 2004. A pastagem foi estabelecida após a cultura da soja e adubada anualmente com 150 kg/ha de nitrogênio. Durante o período de avaliação os animais receberam apenas a pastagem adubada, sal mineral e água. Após três anos de estudo foram observadas, de outubro a maio, taxas de lotação de 2 a 5 UA/ha, ganhos de peso vivo de 900 a 700 g/animal/dia e ganhos por área de 400 a 1000 kg/ha, para as intensidades de pastejo baixa e alta, respectivamente. Neste sistema de produção, um bezerro de boa qualidade que passou a estação seca em pastagem vedada consumindo sal proteico ou mistura múltipla atinge em setembro 240 a 250 kg. De setembro a maio, em pastagem adubada, os novilhos podem ganhar 800 g/dia ou 170 kg no período. Em maio os animais podem atingir em média 420 kg, a cabeceira do lote podem ser comercializados no final do verão somente a pasto, o restante sai de 24 a 26 meses num curto período de suplementação ou confinamento. Outro objetivo do estudo mencionado acima, foi avaliar o efeito do manejo da pastagem de braquiarão nas culturas anuais, quando em sucessão. Para tanto, foi semeado um experimento com soja e algodão, em plantio direto, sobre a pastagem manejada com quatro intensidades de pastejo. Observou-se que o manejo da pastagem pode interferir na produtividade das culturas, quando estas forem semeadas em plantio direto sobre a pastagem. Na medida em que a intensidade de pastejo diminuiu, ocorreu um aumento na disponibilidade de palha e raízes, que variando de 12 a 24 e 6 a 16 t/ha de matéria seca, respectivamente. A produtividade das culturas aumentou com a diminuição da intensidade de pastejo. A produtividade da soja variou de 3 a 20 sacos/ha e do algodão de 20 a 52 @/ha de plumas, na menor e na maior intensidade de pastejo, respectivamente. Nas áreas com alta intensidade de pastejo os efeitos da seca foram mais pronunciados e ocorreu a morte de plantas de soja.Adequar o manejo de pastagem é fundamental para ao aumento da produtividade na pecuária e da agricultura, quando em rotação. Quando em pastoreio contínuo, a pastagem de braquiarão deve ser mantida com uma altura de 20 a 30 cm ou com um resíduo de matéria seca de folhas verdes de 1.700 a 2.300 kg/ha. Além da adequação do manejo de pastagem, é indispensável a adubação de manutenção, mesmo que em rotação com lavoura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho
CORUMBÁ
Após assaltar papelaria, ladrão tenta fugir para mata e invade residência
SAÚDE
Diretora do Conselho de Farmácia alerta para uso irracional de medicamentos
Polícia do Paraguai apreende cocaína escondida em chifre ornamental
GOVERNO BOLSONARO
Ocupação irregular na Amazônia cresceu 56% em dois anos, diz instituto
ANTÔNIO JOÃO
Homem é preso por tentar matar adolescente de 17 anos a tiros
REGIÃO
Inscrições para processo seletivo de estágio em Angélica são prorrogadas

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS