Menu
Busca sexta, 14 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Rombo do banco PanAmericano pode chegar aos R$ 4 bilhões

28 janeiro 2011 - 09h44

O rombo do banco PanAmericano é de aproximadamente R$ 4 bilhões, R$ 1,5 bilhão superior aos R$ 2,5 bilhões estimados pelo Banco Central e pelo Fundo Garantidor de Créditos em novembro do ano passado, segundo a Folha apurou com técnicos que finalizam o balanço.

O balanço de 2010 será entregue na próxima segunda-feira na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

O novo valor é resultado de fraudes contábeis feitas pela antiga diretoria. Os executivos vendiam carteiras de crédito para outros bancos, mas mantinham os valores na contabilidade para disfarçar os resultados negativos.

Auditores, economistas e advogados estão chocados com a bagunça que imperava na administração do banco.

Os rumores sobre o aumento do rombo derrubaram ontem em 9,27% a cotação das ações preferenciais do banco de Silvio Santos. De 31 de dezembro até ontem, haviam subido 19,75%.

Em 15 de novembro do ano passado, o jornal Folha de São Paulo revelou que o buraco do PanAmericano poderia ser maior do que os R$ 2,5 bilhões.

O rombo foi coberto por empréstimo do Fundo Garantidor de Créditos, entidade privada que recebe recursos dos correntistas, a Silvio.

Ontem, "O Estado de S. Paulo" informou que o rombo maior deve exigir um novo empréstimo do fundo.

O fundo só cobrirá o rombo a maior descoberto se não houver outra saída.

O que se negocia é uma engenharia financeira pela qual Silvio Santos ganharia um novo sócio. Quatro bancos demonstram interesse no PanAmericano por conta da clientela que ele tem nas classes C e D: Bradesco, Santander, Safra e BCG Pactual.

O fundo não quer colocar mais dinheiro no PanAmericano, mas pode dar garantias a um eventual novo sócio.

Três possibilidades de ajuda já foram discutidas: 1) o fundo pode se responsabilizar pelo contingenciamento, ou seja, ficaria responsável pela reserva que o BC obriga as instituições a fazer quando têm inadimplência;

2) a entidade pode dar fiança ao novo sócio para as carteiras de crédito do PanAmericano;

3) pode fazer algum acordo com a Caixa, pelo qual a sócia do PanAmericano entraria com novos recursos.

OUTRO LADO

O Grupo Silvio Santos não comenta o aumento do rombo. Mas executivos disseram que o Fundo Garantidor pressiona o empresário para que ele venda o PanAmericano por um preço menor para um dos grandes bancos brasileiros.

O PanAmericano não quis se pronunciar. O fundo diz que vai esperar o balanço para fazer comentários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Queda de avião em plantação de milho matou produtor rural gaúcho
SÃO GABRIEL
Queda de avião em plantação de milho matou produtor rural gaúcho
PESQUISA
Datafolha: 51% reprovam Bolsonaro na pandemia; 21% aprovam
Torneio de pesca esportivo vai distribuir R$ 100 mil em prêmios
CORUMBÁ
Torneio de pesca esportivo vai distribuir R$ 100 mil em prêmios
Motorista é preso com 45 mil pacotes de cigarros contrabandeados
TACURU
Motorista é preso com 45 mil pacotes de cigarros contrabandeados
TEMPO
Sexta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
CASSILÂNDIA
Funcionário de fazenda morre após bater em árvore e ser atropelado por trator
RIO DE JANEIRO
Primeira vereadora trans de Niterói deixa o país após ameaças de morte
TRÁFICO
Polícia do Paraná apreende 2,3 toneladas de maconha que saíram de MS
COMISSÃO NO SENADO
Executivo da Pfizer diz que tentou 6 vezes vender vacinas, e governo não quis
CAMPO GRANDE
Polícia prende mulher que guardava droga a mando de marido preso

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP