quinta, 23 de maio de 2024
Dourados
33ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Rivellino é o novo gerente de futebol do Corinthians

01 outubro 2003 - 07h10

Roberto Rivellino, um dos principais ídolos da história do Corinthians, é o novo gerente de futebol do Corinthians. Já o cargo de treinador pode ser ocupado pelo ex-jogador Júnior, que seu reuniu ontem,  com o vice-presidente de futebol do Timão, Antonio Roque Citadini, no Hotel Excelsior, no Rio de Janeiro.Mas a negociação ainta está aberta e novos encontros devem acontecer nesta quarta. "Não estou otimista. A proposta foi bem abaixo do que eu esperava. Entendo os problemas que o Corinthians está passando, mas também preciso pensar no meu lado profissional", disse Júnior à Agência Estado.Ao desembarcar na capital carioca na noite desta terça-feira, o dirigente tentou despistar, dizendo que tinha ido resolver problemas particulares. Porém, depois se reuniu com o ex-técnico do Flamengo.No encontro ocorreu uma cena engraçada: quando se preparava para sentar com o ex-jogador em uma das mesas do restaurante do hotel, Citadini percebeu que quatro integrantes da delegação do São Paulo, que se concentra no Rio para o jogo de hoje contra o Fluminense, estavam jantando em mesas próximas. Imediatamente o dirigente corintiano se levantou e saiu com Júnior em direção a outro local.Com Rivellino, a diretoria do Corinthians conversou no Parque São Jorge. O atual gerente, Edvar Simões, segue no cargo até o final do ano, quando se desliga do clube. Ele e Rivellino devem trabalhar juntos até dezembro.A troca no comando do futebol era uma exigência de conselheiros influentes, entre eles o vice-presidente Nesi Curi. Eles pediam a contratação de um diretor "boleiro”, que tivesse facilidade para dialogar com os jogadores e, de preferência, identidade com o clube.Dessa maneira, acalmam também os torcedores, que pedem pessoas com história no Corinthians no comando do clube. Edvar Simões, por exemplo, é uma das principais vítimas das críticas da torcida, ao lado do vice de futebol, Antonio Roque Citadini, e do próprio presidente Alberto Dualib. Após deixar o Corinthians, em 1974, considerado culpado pela fila sem títulos, Rivellino não voltou a trabalhar no clube. Quando defendeu o El Helal, da Arábia Saudita, entre 78 e 81, teve proposta para voltar ao Timão, mas não foi liberado. Depois disso, encerrou a carreira e trabalhou como comentarista. Depois, foi treinador no Japão.No mesmo dia em que negociava para ter um novo técnico, o Corinthians recebeu duas boas notícias: o volante Vampeta voltou ao clube, treinou e prometeu cumprir seu contrato até dezembro. Além disso, a CBF anunciou que tentará, por meio do presidente Ricardo Teixeira, incluir o time no próximo Mundial de Clubes da Fifa. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rogério Yuri solicita manutenção e revitalização do UBS CSU e CAM
POLÍTICA

Rogério Yuri solicita manutenção e revitalização do UBS CSU e CAM

Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
TEMPO

Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país

MS leva capacitação sobre seus destinos turísticos a profissionais do setor
BNT MERCOSUL

MS leva capacitação sobre seus destinos turísticos a profissionais do setor

PRF apreende 1 tonelada de maconha em Jardim
REGIÃO

PRF apreende 1 tonelada de maconha em Jardim

Plenário confirma Buenos Aires como sede de comitê da Hidrovia Paraguai-Paraná
PROJETO

Plenário confirma Buenos Aires como sede de comitê da Hidrovia Paraguai-Paraná

Inscrições abertas: Salão de Pesquisa da Unigran 2024 debate as inovações científicas

OPERAÇÃO METAMORFOSE

PF cumpre nove mandados de prisão por fraudes contra a Previdência

DOURADOS

Prefeitura abre inscrições para participação na Festa Junina 2024

POLÍCIA

Homem é preso após furtar lanchonete em Dourados

MOBILIZAÇÃO

Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul

Mais Lidas

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo