Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Rio de Janeiro: Waldomiro recebe 8 acusações em relatório de CPI

16 agosto 2004 - 23h10

O relatório preliminar da CPI da Loterj, instalada na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, propõe ao Ministério Público oito acusações e três investigações contra o ex-assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz. A informação foi dada hoje por um dos relatores da comissão, o deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB). O outro relator da CPI Paulo Melo (PMDB) não quis detalhar, entretanto, o conteúdo do relatório por se tratar de uma versão preliminar do texto. Mas entre as acusações contra o ex-assessor do Planalto, segundo Corrêa da Rocha, está a de improbidade administrativa quando Waldomiro presidia a Loterj (Loterias do Rio), além de um pedido de investigação sobre crime eleitoral. Waldomiro Diniz foi exonerado em 13 de fevereiro deste ano do cargo de assessor de Assuntos Parlamentares da Casa Civil após divulgação de fita, gravada em 2002, em que aparece negociando propina com o empresário de loterias Carlos Ramos, o Carlinhos Cachoeira. À época, Waldomiro presidia a Loterj. A próxima reunião da CPI, na qual deverá ser finalizado o relatório, está agendada para quinta-feira (19). A previsão do deputado estadual Paulo Ramos (PDT), um dos membros da comissão, é que o parecer seja enviado ao plenário na próxima semana. Segundo Corrêa da Rocha, o relatório da CPI prevê ainda que sejam propostas quatro acusações contra Cachoeira e uma investigação. O presidente da CPI, deputado estadual Alessandro Calazans (PV), afirmou hoje que a comissão juntou provas suficientes para pedir o indiciamento de Waldomiro Diniz e de Carlos Cachoeira. "Tenho certeza que as provas que conseguimos juntar vai dar subsídios para que o Ministério Público e a Justiça possam considerá-los culpados pelos crimes que cometeram", afirmou. De acordo com os membros da comissão, a CPI vai propor a prisão temporária de diversos "personagens". Eles não citaram nomes, mas os principais acusados são Waldomiro e Cachoeira. Entre as acusações propostas, o presidente da CPI citou as de corrupção passiva, corrupção ativa, prevaricação, improbidade administrativa, peculato, crime contra a ordem pública, formação de quadrilha, extorsão e investigação em relação a crime eleitoral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com caminhonete e pistola na MS-164 logo após assalto
POLÍTICA
Senado Federal aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos
APARECIDA DO TABOADO
Homem é esfaqueado ao tentar impedir mulher de sair para comprar drogas
IMUNIZANTE
Mais 628 mil vacinas da Pfizer chegam ao Brasil nesta quarta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Detetive particular já condenado é preso por dirigir embriagado após acidente
JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja
SELEÇÃO
Ibama é autorizado a contratar 1,6 mil funcionários temporários
NAVIRAÍ
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado