Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
(67) 99257-3397

Reuniões definem preparativos para o "maio verde"

04 maio 2004 - 20h28

Uma série de reuniões nesta semana e no início da próxima irá definir as estratégias para o movimento "Maio Verde". No dia 6 de maio, o Sindicato Rural de Pinheiro machado será palco para encontro regional dos produtores. A diretoria da Associação/Sindicato Rural de Bagé estará presente neste evento, bem como o vice-presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul, Gedeão Pereira. Em Porto Alegre, o encontro está marcado para o dia 7 de maio, às 10h, na sede da federação. Já, em Bagé, uma assembléia dos produtores está marcada para o dia 10 de maio, às 18h, na sede da entidade ruralista. Nestes encontros, o presidente da Associação/Sindicato Rural de Bagé, Paulo Ricardo de Souza Dias informa que será definida a participação de outros sindicatos desta região, bem como, serão ultimados os preparativos para carreata do Maio Verde, que terá início no dia 18 de maio, em São Gabriel, passando por 23 municípios e culminando em Porto Alegre, no dia 25 de maio, com um ato público em frente a Farsul.Os ruralistas gaúchos decidiram transformar maio no mês da reação às invasões de terra. Em resposta ao Abril Vermelho, onda de invasões desencadeada no mês pelo MST, pecuaristas da região da Campanha, liderados pelo Sindicato Rural de Bagé montaram postos de monitoramentos ao MST. O slogan dos produtores é Invasão Zero no Rio Grande do Sul. Dias informa que a carreata geral da campanha "Maio Verde" percorrerá todo o Estado. Nas cidades, serão realizadas manifestações nas praças centrais informando a população sobre o potencial produtivo do Estado. Um caminhão símbolo abrirá a carreata, com cartazes apontando os números da produção agrícola e pecuária. Cestas básicas serão distribuídas para entidades carentes indicadas pelos Sindicatos Rurais. No dia 24, data em que a Farsul completa 77 anos será realizado ato em Esteio, no Parque de Exposições Assis Brasil, dentro do movimento Maio Verde. Monitoramento Enquanto são estabelecidas estratégias para o "Maio Verde", os produtores intensificam os trabalhos nos postos de vigilância que monitoram todo o movimento do Movimento dos Sem-Terra (MST). Na região da campanha já são 38 postos de monitoramento, localizados em pontos estratégicos próximos aos acampamentos e assentamentos do MST. Também existem outros itinerantes. A vigília acontece 24 horas por dia. A idéia dos ruralistas é de manter os produtores informados diariamente sobre o movimento do MST. Dias relata que em cada posto de vigilância tem cerca de três pessoas, que atuam fazendo revezamento. Em cada posto de observação, as equipes estão munidas de rádios, telefones móveis, veículos e equipamentos de visualização. "Essa proposta é para evitar as invasões nas propriedades", finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
SAÚDE
Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
BRASIL
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
INTERNACIONAL
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
DOURADOS
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
AQUIDAUANA
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
PANDEMIA
Prorrogada situação de calamidade pública em dois municípios
ABERTO DE TÊNIS
Djokovic confirma retorno ao circuito no Aberto de Miami
MATO GROSSO DO SUL
Executivo envia projeto para criar fundação de apoio à pesquisa e à Educação
VÔLEI
CBV divulga calendário das quartas de final da Superliga Feminina
POLÍCIA
Caminhão com pneus do Paraguai foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF