Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Ressonância magnética pode amenizar depressão

14 março 2005 - 10h53

Cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, descobriram que exames de ressonância magnética podem ter o mesmo efeito de antidepressivos. Pesquisadores disseram que a descoberta pode revolucionar o tratamento de depressão.
De acordo com as informações publicadas pela revista científica Biological Psychiatry, uma equipe de cientistas usou ratos e empregou um tipo raro de ressonância magnética, normalmente usada em exames do cérebro, informou a BBC Brasil.
Os cientistas constataram que os animais que sofriam de estresse e que "se sentiam desamparados" conseguiram se recuperar significativamente quando expostos ao exame.
O exame de ressonância magnética é usado para capturar imagens internas do corpo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Polícia procura por traficante que fugiu de hospital vestido de médico
CONGRESSO
Câmara aprova texto-base de MP que autoriza sorteios na TV aberta
CAMPO GRANDE
Mulher foge do filho de 19 anos armado com faca após discussão
BRASÍLIA
Após três dias, PM diz que vai apurar uso de cavalo por Bolsonaro
TJ/MS
Justiça determina que Detran cumpra nomeação de concursados para cargos
UM ANO
UEMS prorroga validade de Concurso Público para Professor
CAPITAL
Mulher é agredida a socos na frente de filho de 4 anos ao cobrar pensão
DOURADOS
Cartão de Estacionamento Rotativo para idoso tem validade vitalícia
JULGAMENTO
Tenente-coronel que matou o marido major irá a júri popular dia 19
POLÍTICA
Senado aprova PL que obriga cobertura de tratamento de câncer em casa

Mais Lidas

EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
TRÁFICO DE DROGAS
Casal é preso após entreposto da droga ser fechado em Dourados