Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Relator propõe salário mínimo de R$ 270,00 em 2004

22 dezembro 2003 - 18h54

O relatório sobre o projeto de lei orçamentária para 2004, apresentado pelo deputado Jorge Bittar (PT-RJ) na manhã desta segunda-feira (22), sugere que o aumento do salário mínimo em 1º de maio de 2004 pode chegar a, pelo menos, R$ 270. - Não estamos este ano antecipando a definição do valor do salário mínimo. Nossas estimativas sugerem, à luz dos dados hoje disponíveis, que poderá ser concedido novo valor superior a R$ 270, com aumento real de mais de 5% - explicou Bittar em seu relatório.As estimativas de arrecadação e de gastos, disse o relator, têm que levar em conta diversas despesas orçamentárias importantes, que são vinculadas ao salário mínimo, como o seguro-desemprego, benefícios definidos pela Lei Orgânica de Assistência Social e, especialmente, os benefícios da Previdência Social.No caso dos benefícios previdenciários, as estimativas levaram em consideração o comportamento de arrecadação e de despesas no segundo semestre de 2003, em projeções de crescimento da massa salarial, da economia resultante da reforma da Previdência, do crescimento vegetativo das despesas com benefícios, do reajuste do salário mínimo e do reajuste dos demais benefícios.A necessidade de financiamento do grande déficit da Previdência continua, mas esses cálculos realizados no Congresso levaram à identificação de uma margem de absorção de despesas previdenciárias da ordem de R$ 3,6 bilhões entre receitas e despesas. Desse total, R$ 2,5 bilhões poderiam fazer frente ao gasto decorrente do aumento real do salário mínimo e o restante seria usado para começar o pagamento, em 2004, das revisões dos benefícios que estão sendo demandados na justiça, estimadas entre R$ 12 bilhões e R$ 14 bilhões.- Esses recursos adicionais permitirão que o presidente Lula possa propor um aumento do salário mínimo melhor do que o previsto na proposta original, permitindo que haja uma solução para o problema surgido com a necessidade de atualizar os proventos dos aposentados, face aos impactos de planos ocorridos nos anos 90 - analisou Bittar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRANSPARÊNCIA
Prefeitura ainda tem R$ 18 milhões para enfrentamento da pandemia em Dourados
FUTEBOL
PSG vira sobre Atalanta em jogo dramático e vai às semis da Liga dos Campeões
CAARAPÓ
STF analisa soltura de indígena que teve filho assassinado em confronto com fazendeiros
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta de olho em exterior e 'debandada' no Ministério da Economia
DOURADOS
PM flagra festa com 20 pessoas na Cachoeirinha em meio a pandemia
CRIME AMBIENTAL
Douradense leva multa de R$ 54 mil por desmatamento e exploração de madeira
SAÚDE
Tempo seco aumenta chance de contágio da Covid-19, explica infectologista
PANDEMIA
Profissionais querem novo decreto e funcionamento diário das academias
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Estado começa distribuir máscaras e cobertores a famílias carentes
DEEP CAUGHT
Morador de Caarapó é preso em operação de combate a pornografia infantil

Mais Lidas

DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
DOURADOS
Amigos vão procurar homem e encontram corpo em avançado estado de decomposição
DOURADOS
Motociclista é atingido por veículo que praticava "racha' e tem fratura exposta
CORGUINHO
Jovem morre após sofrer acidente durante passeio de moto com amigos