Menu
Busca segunda, 26 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Reforma Administrativa

21 outubro 2004 - 13h11

Estou acostumado a expressar minhas opiniões com desenhos, mas hoje a situação me pede para mudar de estilo pois desejo ser mais explícito naquilo que quero que o leitor entenda. Fui o primeiro chargista de Dourados, tendo começado com 16 anos numa época em que este trabalho era dispensável para os jornais de nossa cidade. Fui ainda o primeiro a escrever para crianças através de uma página entitulada “Clube da Criança” que, por falta de patrocínio, teve vida curta e, através do suplemento “Panoraminha” no extinto jornal Panorama, escrevi e desenhei por durante vários anos. Publiquei recentemente a primeira edição da “História de Dourados em Quadrinhos” e já entreguei a segunda que deverá ser lançada ainda este ano. Estas sob a supervisão do prefeito Tetila, da professora Zonir Tetila e da diretora de Cultura da Funced, Lelian Paschoalick. Não houve críticas negativas de nenhum setor da sociedade.Creio que isto me credencia a fazer um breve comentário a respeito das intenções de reforma admi-nistrativas na Prefeitura conduzida por uma equipe de Campo Grande, sob a alegação de “redução de custos”.Não é necessário complicar, nem ser economista. Vou ser curto e grosso.Vou tomar como exemplo a “Campanha contra a Tuberculose e Hanseníase” que a Prefeitura irá realizar mês que vem. Para se chegar ao público que esta campanha será realizada com data marcada é necessário se produzir um material publicitário. Não tem como fugir disso. A não ser que a intenção seja esconder tal evento do povo.Para isso foram confeccionadas artes para quatro peças publicitárias: cartaz, panfleto, faixa de rua, camisetas. Tudo criado e produzido na Agcom por artistas gráficos da Prefeitura. Se este material não pudesse ser produzido pela Agcom, teria que ser contratada uma agência de propaganda para executar tal tarefa. Agências de propaganda têm preços tabelados. Não trabalham de graça! Imagine quanto seria cobrado por cada peça. Imaginou? Será que um funcionário da Agcom recebe mensalmente por uma agência de propaganda inteira? Qual agência seria? Onde está a economia? Vamos ser realistas! Olha que não é só uma campanha por mês! Vai aumentar o custo da prefeitura com divulgações das ações realizadas! E este dinheiro será tirado de onde? Outra coisa importante é se ter em mente que não são simples e meras propagandas, são divulgações para bem informar a população que precisa estar sabendo das ações de sua Prefeitura. Um serviço necessário e indispensável. Outra vantagem é que as secretarias usuárias destes serviços são atendidas com exclusividade, tornando o serviço mais rápido a apropriado para cada situação.Outra coisa que não se pode admitir é transformar a Funced em uma superintendência da Educa-ção. Simplesmente passando por cima da importância dos mais de 600 eventos realizados e apoia-dos pela Funced durante esta administração. Quantos profissionais receberam ajuda com a capacitação e valorização com cursos de atualização? Quantas pessoas receberam ajuda com implantação de projetos com a parceiria da comunidade? Quantos artistas tiveram seu trabalho finalmente reconhecidos em sua própria terra?Isso tudo não vale nada? São só custos? Gastos? A principal obrigação das autoridades não é com o ser humano? Talvez economia signifique deixar crianças na rua ao invés de investir em atividades artísticas e ou esportivas que lhes eduquem e tragam-lhes nobreza de caráter, virtude muito em falta nos tempos atuais. Dizer que secretarias como a Agcom e Funced estão na listas dos excessos de uma administação é, acredite, falar através de uma avaliação apenas superficial.Só para lembrar: estamos na era da comunicação, temos que ser dinâmicos e atuantes neste sentido, não nulos e inexistentes. Prá frente é que se anda. Andemos!Amarildo Leite de Almeida

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso após agredir patrão e jogar gasolina em residência
BRASIL
Saúde aponta 'irregularidades' em contrato na gestão de Ricardo Barros
GOLPE
Mulher transfere R$ 4.300 após golpista se passar pelo filho dela
SAÚDE
Monitoramento aponta boa qualidade das águas subterrâneas de MS
Polícia apreende cerca de 500 quilos de pasta base de cocaína na MS-134
BATAYPORÃ
Polícia apreende cerca de 500 quilos de pasta base de cocaína na MS-134
PRÁTICAS
Detran/MS dobra número de exames realizados no primeiro semestre
TRÊS TONELADAS
Caminhão que saiu de MS é apreendido no Paraná com maconha
FUTEBOL
Justiça anula eleição de Caboclo na CBF e nomeia Landim interventor
TRÁFICO
Empresário é preso com 200 quilos de maconha que iriam para SP
UEMS
Mestrado ProfLetras abre inscrições para aluno especial

Mais Lidas

DOURADOS
Revoltados por morte de adolescente, populares atacam casa de acusado
POLÍCIA
Adolescente de 13 anos morre após ser atropelado no Estela Porã; motorista fugiu
DOURADOS
Homem é esfaqueado na Rua Monte Alegre e encaminhado em estado grave ao HV
DOURADOS
Jovem bêbado é preso dirigindo em 'zigue-zague' na Presidente Vargas