Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

"Redução de energia não pode ser momentânea"

07 abril 2008 - 05h42

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) acredita que o Ministério das Minas e Energia  vai atender ao pedido encaminhado por ele à presidência da Eletrobrás,  para que seja ampliado de 40  para 60 % o subsídio do governo federal ao Programa Luz para Todos


em Mato Grosso do Sul, evitando, com isso, que a conta de luz de todos os consumidores  seja onerada pelos custos do programa. “Mostramos à nova diretoria da Eletrobras que nós pagamos aqui uma das contas de energia mais caras do Brasil. Tudo indica que, nesta segunda-feira (7 de abril) a ANEEL vai determinar a redução da tarifa pelos próximos 12 meses. Mas vamos continuar lutando para que esse alívio no orçamento dos sul-mato-grossenses não seja apenas momentâneo. Queremos para Mato Grosso do Sul o mesmo tratamento dado pelo governo aos estados do Nordeste, onde o subsídio do Luz para Todos é de 60 %. Um argumento forte que apresentamos é a característica de ocupação do nosso território, com propriedades muito distantes entre si, que acabam exigindo um alto investimento na hora de se instalar as redes de energia. Tem também a questão do Pantanal, com extensas áreas alagadas, um caso único no Brasil. Eu estou otimista,  no sentido de que essas justificativas sensibilizem o governo”, diz Delcídio, que foi o relator da Medida Provisória que regulamentou o setor elétrico e incluiu na legislação os mecanismos necessários para a viabilização do Programa  Luz Para Todos. 

Desenvolvido pelo governo federal, através de parceria com os estados e as operadoras de energia, o programa foi lançado em 2004 pelo presidente Lula com a meta de levar luz elétrica a 12 milhões de brasileiros que jamais contaram com o serviço.


Em Mato Grosso do Sul, de acordo com Delcídio, já foram investidos R$ 272,2 milhões na energização de assentamentos, aldeias indígenas, comunidades quilombolas e pequenas, médias e grandes propriedades rurais, beneficiando aproximadamente 122 mil pessoas em 24,4 mil ligações e 11,3 mil quilômetros de rede. Do total de investimentos, o ministério entrou com R$ 204,3 milhões, sendo R$ 105,3 milhões a fundo perdido, modalidade em que não é preciso restituir o investimento feito pelo governo.

A terceira etapa do Luz Para Todos


em Mato Grosso do Sul, prevista para este ano, terá investimentos de R$ 68,9 milhões na construção de 3,1 mil quilômetros de novas redes de alta tensão  e a execução de 7.210 ligações, sendo 100 delas em aldeias indígenas, 5.080 em  assentamentos e 2.030 convencionais (chácaras, sítios e fazendas). A previsão é de que esta etapa seja concluída até dezembro, quando  todas as propriedades localizadas na zona rural deverão estar atendidas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados retoma os grandes shows com "Os Meninos da Pecuária" Léo e Rafael dia 20/11
Informe Publicitário
Dourados retoma os grandes shows com "Os Meninos da Pecuária" Léo e Rafael dia 20/11
CAPITAL
Homem persegue, atropela cunhado e bate em carro de delegacia
Jovem é preso após transportar duas malas com maconha em ônibus
REGIÃO
Jovem é preso após transportar duas malas com maconha em ônibus
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Detran/MS dá início a curso para uso do talonário eletrônico em Dourados
CAPACITAÇÃO
Detran/MS dá início a curso para uso do talonário eletrônico em Dourados
REGIÃO
Governo lança sistema para melhorar atendimento aos migrantes
INFORME PUBLICITÁRIO
Coelho arranca gargalhadas e anima pessoas em Dourados
TV DOURADOS NEWS
Uma classe unida fortalece a advocacia de todos, diz Beto Teixeira, candidato a presidente de OAB
FRONTEIRA
Apreendidos 246 quilos de cocaína nos destroços do helicóptero que caiu
INVESTIMENTO
Dourados recebe quase R$ 4 milhões em obras voltadas para o esporte

Mais Lidas

CAPTURA
Cobra é capturada em para-choque de carro na região central de Dourados
JARDIM MÁRCIA
Bandidos fazem "limpa" em motel de Dourados e levam até carro
REGIÃO
Duas pessoas morrem carbonizadas após queda de helicóptero carregado com cocaína
DOURADOS
Entreposto que tinha até pé de maconha é fechado e trio preso pela polícia