Menu
Busca domingo, 29 de março de 2020
(67) 9860-3221

Receita começa a pagar dia 15 lote residual de IR de 2003

06 janeiro 2004 - 16h20

A Receita Federal se prepara para começar a pagar os lotes residuais de declarações do Imposto de Renda de 2003 (ano-base 2002). O primeiro lote deve ser pago no próximo dia 15. Como nos anos anteriores, a Receita deve liberar um lote residual no dia 15 de cada mês.As declarações incluídas no primeiro lote serão corrigidas em 14,71%, índice referente à variação da Selic de maio a dezembro de 2003 e mais 1% de janeiro de 2004.A consulta ao lote residual --que deve ser feita pela internet ou por telefone-- deve ser liberada até o final da semana.Nesse lote devem ser pagas as declarações entregues em 2003, mas que deixaram de ser liberadas dentro do calendário oficial, que se encerrou no dia 15 de dezembro passado.A consulta ao lote residual poderá ser feita no site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br) e no Receitafone (0300 78 0300). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: número de mortes no Brasil sobe para 136
COVID-19
Estado confirma mais cinco casos de coronavírus; Dourados segue com dois
INTERNACIONAL
Novo embaixador dos Estados Unidos chega ao Brasil
MATO GROSSO DO SUL
Bombeiros fazem alerta para aumento de 133% na quantidade de incêndios
DEFENSORIA PÚBLICA
DPU cria canal para denúncias durante o enfrentamento ao coronavírus
MATO GROSSO DO SUL
Calendário de vacinação contra aftosa será mantido
BRASIL
Bolsonaro dá passeio em Brasília após Mandetta enfatizar isolamento
ACIDENTE
Motociclista morre ao colidir em touro em cidade do interior
ESTAVA NA PED
Mato-grossense é preso com por tráfico de drogas em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato