Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Raufi minimiza gravidade da crise nos presídios

15 maio 2006 - 15h15

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Raufi Marques, fez esta tarde um balanço da crise que se estabeleceu no final da manhã de ontem, depois que presos iniciaram rebeliões em quatro unidades do Estado, e parcialmente concluída, faltando apenas o fim do motim em Dourados. Em Campo Grande, Três Lagoas e Corumbá já foram encerradas as rebeliões. Marques disse que tinha satisfação e alivio em anunciar uma situação sob controle, dizendo que o cenário era menos grave do que se imaginava. Ele fez um relato de como está em cada unidade alvo de rebelião, apontando que serão comprados cadeados para manter os presos nas celas e afirmando que houve menos estragos do que se esperava. Segundo o secretário, será mantido um efetivo maior da Polícia Militar em atuação e não será necessária ajuda federal na segurança. Na opinião dele, as autoridades do Estado deram um exemplo na condução da crise. Marques explicou que foi adotado o corte da água e da luz nas unidades e o tempo todo se manteve a negociação, dentro da estratégia de encerrar os motins. Ele lembrou que houve presos que aderiram apenas em apoio ao PCC (Primeiro Comando da Capital), de São Paulo, sem apresentar reivindicações locais. Sobre a decisão de manter as visitas ontem, inclusive com a presença das crianças por ser Dia das Mães, o secretário voltou a argumentar que foi uma medida colegiada e acertada. Para ele, o problema teria sido mais grave se as visitas tivessem sido suspensas. Mesmo com o cenário de destruição nas unidades ainda não fechado e com o clima tenso, apesar de ter apontado uma situação sob controle, ele disse que não é descartada a suspensão de visitas, a próxima será na quarta-feira. As informações são do site de notícias Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
COXIM
Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
MS
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
IMUNIZAÇÃO
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
POLÍCIA
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
MS
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
DOURADOS
Em 'hibernação' para ser vendida, São Fernando rende R$ 13 milhões no bimestre
MATO GROSSO DO SUL
Governo cria Fundação de Apoio à Educação Básica em MS
ECONOMIA
Indústria de MS gera mais de 6 mil novos empregos em um ano
É LEI
Sessão adaptada para autistas nos cinemas de MS é garantida por lei
BRASIL
Presidente da Anvisa apela à população que tome segunda dose da vacina

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"
MONTE ALEGRE
Vídeo mostra ação de dupla armada em mercado de Dourados
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Mulher é assediada durante pesquisa em Dourados e registra ocorrência