Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

"Quem não trabalha não merece receber", avisa Puccinelli

11 abril 2008 - 14h14

“Quem não trabalha não merece receber”. Com essa frase, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), reafirmou esta manhã que vai cortar o ponto de servidores que fizerem paralisações em protesto contra a proposta de reajuste salarial do governo do Estado. A medida, conforme o governador, vale inclusive para a operação tartaruga que foi deflagrada nesta manhã pelos policiais civis, a categoria que mais tem reclamado do reajuste oferecido pelo governo, de 7,7%.

O Sindicato dos Policiais Civis defende uma mudança mais ampla na base de remuneração. Quer que o salário de policiais, escrivães e papíloscopistas seja o equivalente a 40% do de um delegado, valor que equivaleria hoje a R$ 2,8 mil. Os policiais querem ainda a criação de uma quarta classe na categoria, que incluiria os iniciantes.

O governador já se reuniu com a categoria por pelo menos duas vezes e em todas elas disse que não há como dar um reajuste maior.

Ele comentou nesta manhã, quando participou de eventos na Câmara dos Vereadores, que o segundo projeto com os reajustes salariais deve ser entregue à Assembléia Legislativa até o fim da semana que vem. Esse projeto é o aguardado pelos policiais civis, porque detalha as mudanças salariais propostas por categoria. Na semana passada, já chegou um projeto para votação com o reajuste em geral, entre entre 3% e 21%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Gestante é esfaqueada por atual mulher de ex-marido na fronteira
REGIÃO
Gestante é esfaqueada por atual mulher de ex-marido na fronteira
Soldados da PM recebem treinamento de defesa pessoal
DOURADOS
Soldados da PM recebem treinamento de defesa pessoal
7ª edição da Semana Espírita de Dourados começa nesta terça-feira
EVENTO
7ª edição da Semana Espírita de Dourados começa nesta terça-feira
REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
Dois Ceims suspendem atividades por falta de energia em Dourados
CORUMBÁ
Polícia intervém em briga generalizada que envolvia até menor
IBGE
Quase 80 mil vivem em áreas indígenas ou quilombolas no Estado
OPERAÇÃO OURO BRANCO
Polícia cumpre 80 mandados contra o tráfico na capital
NOVA ANDRADINA
Menos de uma hora após furto de moto, dois são presos pelo crime
PLANO
Gabinete de Crise se reúne para elaborar ações após temporal que atingiu Dourados
PANDEMIA
MS registra mortes de mulher e idoso, além de outros 253 casos de Covid

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Bombeiros encontram mais três corpos e número de mortos em naufrágio chega a seis
ROMA I
Acusados de estupro, mãe de menor e jovem responderão processo em liberdade
DOURADOS
PMA prende e autua dois pescadores em R$ 2,6 mil
DOURADOS 
Cidade não tem desabrigados, mas tempestade afetou dezenas de casas na periferia