Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ELEIÇÕES

Quem não se preocupa com gestão quer ser rainha da Inglaterra, diz Dilma

26 agosto 2014 - 08h49

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, afirmou nesta segunda-feira (25) que o presidente da República que não se preocupa com gestão “está querendo ser rei ou rainha da Inglaterra”. Dilma convocou jornalistas para uma entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Em comício no último sábado (23), em Recife (PE), a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou que o Brasil não precisa de um gerente, mas, sim, de “quem tenha visão estratégica”.

“Eu acho que a atividade de presidente da República não é uma atividade que seja lateral ele gerir. É intríseco o presidente da República se preocupar com gestão, porque se ele não se preocupar com a gestão, esse presidente está querendo ser rei ou rainha da Inglaterra”, disse a presidente, sem citar diretamente Marina Silva. Dilma fez a afirmação ao responder a pergunta de jornalista sobre o pagamento em dia de obras de infraestrutura.

Ainda ao falar sobre o assunto, Dilma afirmou que, por não poder ocupar o cargo de rainha da Inglaterra, tem de se “preocupar” com a gestão no país. A presidente destacou ainda que alguns temas técnicos têm sido “politizados” em razão das eleições deste ano. Ela não especificou que temas seriam esses.

‘Polarização’

Questionada por jornalistas sobre se a “polarização” entre PT e PSDB havia mudado com a entrada de Marina Silva (PSB) na disputa presidencial, Dilma não comentou diretamente qual pode ser a diferença no andamento de sua campanha. A candidata afirmou que os programas do governo federal não são conhecidos pela população e que as ações desenvolvidas por sua gestão serão exibidas às pessoas ao longo do processo eleitoral.

Dilma voltou a dizer que o Brasil passou 20 anos sem investir e que nos últimos 12 anos – desde que o PT assumiu a Presidência – o país foi reconstruído. Para a presidente, o Brasil precisa se desburocratizar e passar por “forte mudança”.

"E a minha campanha irá discutir propostas. Eu acredito que tem uma característica central na minha campanha, que é mostrar duas coisas. Vamos mostrar todos os avanços que nós mantivemos e ampliamos no que se refere ao que herdamos do governo Lula e, ao mesmo tempo, mostrar toda a preparação para um novo ciclo de crescimento econômico”, disse a presidente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Detento de 37 anos é encontrado morto em cela de Presídio
FUTEBOL
Uefa e Conmebol anunciam a criação da Super Copa dos Campeões
Polícia prende investigado por estupro de vulnerável
REGIÃO
Polícia prende investigado por estupro de vulnerável
Fundação de Cultura divulga relação dos beneficiados no "MS Cultura Cidadã"
Pfizer pede à Anvisa que avalie eficácia de terceira dose da vacina
SAÚDE
Pfizer pede à Anvisa que avalie eficácia de terceira dose da vacina
MARACAJU
Ex-prefeito ficará em prisão domiciliar e usará tornozeleira eletrônica
IMUNIZAÇÃO
Dourados aplicará dose 2 da vacina contra Covid nesta quarta-feira
DOURADOS
Com drogas em caixas de erva de tereré, interno da PED é autuado por tráfico
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Aprovada PEC que permite cobrança de IPTU quando imóvel público for utilizado por particular
AQUÁRIO TRANSPARENTE
Governo lança site e 'abre as portas' do Aquário do Pantanal para fase final das obras

Mais Lidas

REGIÃO
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul matou mulheres e deixou policial ferido
EXECUÇÃO
Justiceiros matam mais um na fronteira e deixam recado
DOURADOS
Mulher é agredida em discussão e desfere golpe de faca no órgão genital do companheiro
HOMICÍDIO
Com tiros na cabeça e peito, jovem é executado em Pedro Juan Caballero