Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Quatro quatís. Quantos quatás?

12 julho 2005 - 10h40

Nilson Santos *A natureza humana, por sua essência, agrupa indivíduos em diversas camadas sociais, culturais e econômicas de tal sorte que atendidas suas necessidades básicas, são homologadas as características que realçarão determinadas entidades e instituições representativas, dando conteúdo e forma a uma plêiade dinâmica e segmentária. O indivíduo, pelo seu instinto, acomodação ou conveniência, absorve os costumes, ocupa espaços estratégicos, desenvolve atividades correlatas e contribui a seu modo na formação da pirâmide social, na certeza de ocupar o patamar almejado e merecido, instituindo regulamentos mantenedores da ordem, finalidades e compromissos. Tomando como particularidade o nosso regime e sistema, encontramos uma situação que requer uma mudança estrutural e cultural, para prestigiar a continuidade do desenvolvimento da soberania e sustentabilidade, conquistadas às custas de muitas lutas e denodo por nossos antecessores, tanto no campo político-administrativo como econômico. A fúria arrecadatória e centralizadora do sistema federativo, tanto incita os governos, sobrecarrega os contribuintes, forja suspeitas e oportunidades de corrupção, margeia a sonegação, como foge do controle a distribuição justa e eqüitativa da renda, tão requerida e comentada como fator precípuo da dignidade e meio preponderável da auto-estima e cidadania. Tomando como base o sistema capitalista, que é o que voga em tempos hodiernos, entendemos que os encargos devam recair basicamente sobre os bens de capital, após exauridas as contribuições de praxe, oriundas dos mecanismos pré-estabelecidos. Mas não o que acontece neste momento, onde se perdeu o sentido exato da contribuição, penalizando o produtor/fabricante na origem, onerando sobremaneira o comerciante na transição/comercialização e sobrecarregando o consumidor como ponta da cadeia, dando aos valores agregados um pesado ônus, configurando uma multi-tributação. Não podemos aceitar uma simples reforma fiscal e tributária. Precisamos de uma mudança radical e exigir de nossos legisladores uma definição clara e objetiva sobre contribuições, taxas, impostos, emolumentos e afins. Para entendermos melhor estes mecanismos, a ACID, sempre na vanguarda e preocupada com os problemas inerentes da classe, estará promovendo dentro das comemorações do seu sexagenário e em homenagem ao DIA DO COMERCIANTE, nos dias 13 a 16 de julho, uma extensa programação, em conjunto com a Associação Comercial da cidade de São Paulo, FACESP, FACIMS e Confederação das Associações Comerciais do Brasil. Neste evento, teremos a oportunidade de saber o quanto nós pagamos embutidamente de impostos nos produtos e serviços que utilizamos. Computadores estarão instalados e farão simulações, assistidos por analistas que ficarão à disposição dos interessados, além de palestras e debates que indubitavelmente serão bastante esclarecedores. Após esta memorável promoção, não poderemos mais alegar ignorância e nem tripudiar, a não ser engajar nesta luta que por certo beneficiará a todos. E, por fim, teremos também, subsídios necessários para descobrir ou imaginar, quantos quatás seriam necessários para alimentar um bando de quatis.... Salve o comerciante. SALVE, COMERCIANTE!!! O autor é Empresário Gráfico e dirigente classistanilson@graficastilus.com   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Contêineres para descarte de resíduos sólidos são instalados em área indígena
DOURADOS
Contêineres para descarte de resíduos sólidos são instalados em área indígena
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção
Prefeitura dá início a entrega de Kits Alimentação para mais de 8 mil alunos
DOURADOS
Prefeitura dá início a entrega de Kits Alimentação para mais de 8 mil alunos
Dourados estreia com derrota para o  Comercial no hexagonal
FUTEBOL
Dourados estreia com derrota para o Comercial no hexagonal
Resultados de exames para Covid-19 podem ser acessados sem sair de casa em MS
PANDEMIA
Resultados de exames para Covid-19 podem ser acessados sem sair de casa em MS
DOURADOS
Campanha quer arrecadar alimentos entre pessoas vacinadas contra a Covid
CRIME AMBIENTAL
Derrubada ilegal rende multa de R$ 36 mil a fazendeiro
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 2,5 milhões amanhã
JOGOS DE TÓQUIO
Sorteio define grupos das seleções masculina e feminina de futebol na Olimpíada

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados