Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Quadro da DRT é pequeno para prevenir trabalho escravo

04 fevereiro 2004 - 13h46

O quadro de auditores da DRT (Delegacia Regional do Trabalho) em Mato Grosso do Sul é insuficiente para desenvolver um trabalho preventivo em relação ao trabalho escravo ou análogo, disse esta manhã ao site Campo Grande News a delegada Eloíne Marques. Por conta disso, acrescentou, a Delegacia trabalha mediante denúncias. A delegada reconhece que existe trabalho escravo no Estado.Segundo ela, o concurso do Ministério do Trabalho, para contratar 150 novos auditores não refresca a situação de Mato Grosso do Sul, para onde devem ser lotados apenas dois. Mato Grosso do Sul conta hoje com 29 auditores, sendo 21 que atuam na área de legislação trabalhista e 8 na área de saúde e segurança do trabalhador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Polícia atira com bala de borracha em rapaz que ameaçava mãe após surto
CRIATIVIDADE
Escolas estaduais criam canais para compartilhamento de conteúdo
ELDORADO
Dupla invade casa, faz família refém e foge com dinheiro e caminhonete
ESTADO
Estiagem e baixa umidade do ar devem predominar nos próximos meses
LAGUNA CARAPÃ
Veículo é apreendido seguindo para Santa Catarina com 70 kg de maconha
COVID-19
Alerta constante pode causar transtornos a profissionais de saúde
COSTA RICA
Bebê de dois meses cai de rede e sofre traumatismo craniano
Saúde e Bem-estar
5 motivos para você doar sangue
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS
BELEZA E ESTÉTICA
6 dicas de como cuidar das unhas e fazer o esmalte durar mais

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados