Menu
Busca domingo, 09 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Puccinelli decreta hoje situação de emergência no Pantanal

23 março 2011 - 08h34

O governador André Puccinelli vai declarar situação de emergência na região pantaneira de Corumbá para ajudar produtores a buscarem respaldo para recuperação dos prejuízos com as cheias. O decreto estadual deve ser publicado nesta quarta-feira (23) no Diário Oficial do Estado, com entrada imediata em vigor, e vigorando por 90 dias.

A informação animou pecuaristas corumbaenses, que já estão sentindo os impactos das inundações, e temem catástrofe ainda maior nos próximos meses, com a descida das águas do Rio Paraguai. “Nós ficamos até emocionados, a gente sabe que o governador ama este Estado, que ama o Pantanal, e ele nos acolheu”, disse o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Raphael Domingos Lombardi Kassar, ao ser informado da decretação. O líder ruralista diz que há o temor de crescimento muito grande ainda das inundações, em função dos índices constantes de subida dos rios.

Depois de publicar o decreto, o governo vai montar um processo tecnicamente embasado, contando com laudo elaborado pela Embrapa, e enviar ao Ministério da Integração Nacional com pedido de reconhecimento. O coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Ociel Ortiz Elias, explica que o decreto de emergência aponta o impacto atual já verificado do desastre, objetivando mostrar a existência de danos a humanos e econômicos, para solicitar que a situação seja homologada pelo Ministério.

O documento aponta que as intensas chuvas – com registro superior a 450mm – fez aumentar as águas dos rios Paraguai, Miranda, Aquidauana, Taquari, Abobral e Nabileque, provocando o transbordamento, e afetando moradores e a pecuária pantaneira corumbaense. Em conseqüência, diminuíram as áreas de pastagem, causando mortes e perdas de peso do rebanho bovino, obrigando inclusive a retirada dos animais sobreviventes para áreas não alagadas. A situação ainda foi agravada pela inundação de campos, baías, e marginais dos rios.

O presidente do Sindicato Rural de Corumbá avalia que um dos primeiros benefícios diretos da decretação de situação de emergência pelo governo do Estado é a possibilidade de suspensão temporária de dívidas. “Durante o decreto de emergência, a dívida fica congelada, isso já nos ajuda muito”, afirma. Conforme Kassar, os produtores estão sob impacto de uma mudança brusca nas condições naturais e já temem o que vem pela frente: até a primeira quinzena de janeiro, muitos faziam poços para captar água; a partir de então começou a chuvarada; e daqui a três meses chega o inverno. “A gente teme pelo animal debilitado, emagrecido pela estiagem até o início do ano, agora passando por essa chuva intensa, e depois enfrentando um inverno”, explica o pecuarista.

Além dos danos comprovados de imediato, as perdas vão se estender, porque o ciclo da pecuária é longo, de cerca de quatro anos, lembra o ruralista. “As matrizes, nós não temos como comprar fora. Até a novilha estar nas condições certas, poder se enxertar, leva tempo”

Raphael Kassar pretende buscar, com apoio do governador André Puccinelli, a disponibilização de uma linha de crédito do Banco do Brasil para financiar e dar condições para que pecuaristas do Planalto adquiram animais da planície pantaneira. Ele também vai solicitar ao governo do Estado a prorrogação da entrega da DAP (Declaração Anual do Produtor), que deveria ocorrer no fim deste mês. A intenção é obter mais prazo para a entrega, em função de as condições de perda comprometerem os dados reais de produção.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
GERAL
Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
PANDEMIA
Como fazer suas compras de mantimentos de forma segura
PANDEMIA
Covid-19: o que fazer com as compras quando chegar em casa
CPI
CPI mira vacinas em audiências com Anvisa e Pfizer
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
DIREITOS HUMANOS
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
POLÍTICA
Pauta do Plenário tem três MPs, Loteria da Saúde e proibição de reajuste de medicamentos
SAÚDE
Pesquisa mostra aprofundamento de desigualdades na infância
GERAL
Explosão de gás destrói restaurante em Belém
ASTRAZENECA
Ministério da Saúde anuncia distribuição de doses para próxima segunda
POLÍTICA
Secretaria da Mulher debate situação das domésticas na pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido