Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Puccinelli autoriza recursos para garantir saneamento para 60% do MS

03 janeiro 2010 - 08h47

No último dia de 2009, o governador André Puccinelli já antecipa as boas notícias do ano vindouro. Nesta quinta-feira (31), em reunião na superintendência da Caixa Econômica Federal, foi autorizada a liberação de R$ 37,5 milhoes para obras de saneamento no Estado.

Os recursos são financiados pela CEF e serão pagos pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), que irá executar as obras em Corumbá, Três Lagoas e Ponta Porã. Com os investimentos, Mato Grosso do Sul salta para 60% da população atendida com saneamento básico.

“Agora que conseguimos recuperar nossa capacidade de investimento, o saneamento básico de torna uma prioridade em nossa administração. Porque, mais que as obras, o saneamento é saúde e qualidade de vida para a população”, afirmou o governador.

O maior aporte de recursos será destinado a Corumbá, a principal cidade do Pantanal sul-mato-grossense, para acabar com a falta de água na parte alta da cidade. Ao todo, R$ 20,9 milhões serão aplicados na construção de uma nova estação de captação de água e duplicação da capacidade da adutora. Serão feitas ainda melhorias na estação de tratamento de água, construção de novo reservatório para 3,5 milhões de litros e mais quatro estações elevatórias.

“Esses recursos resolvem definitivamente uma antiga demanda da cidade de Corumbá, que muitos prometeram, mas que agora será realidade na vida das pessoas”, certificou Puccinelli. Em Mato Grosso do Sul, dois municípios – Porto Murtinho e Bonito – serão os primeiros a atingir 100% de saneamento no Estado.

“Em Corumbá, chegaremos a 90% de atendimento da população, em Três Lagoas serão 70%, e em Dourados e Ponta Porã, 60%. Ao final do próximo ano, vamos ampliar a rede de água e esgoto em cinco vezes. E os investimentos na área de abastecimento e tratamento de esgoto é medicina preventiva, pois reduz os custos com saúde”, comenta José Carlos Barbosa, diretor-presidente da Sanesul.



Obras
Uma das cidades com crescimento econômico e populacional mais destacado no Estado é Três Lagoas, que receberá R$ 12,8 milhões para aplicar na construção de um novo emissário final, que vai ligar a Estação de Tratamento de Esgoto com o Rio Paraná. Esta mesma estação terá a capacidade ampliada, bem como serão construídos 78 quilômetros de rede de esgoto, atingindo 4.000 domicílios.

E em Ponta Porã, o governo do Estado, por meio da Sanesul, irá resolver o problema de abastecimento de água na região norte do município. Serão R$ 3,5 milhões, para construção de dois reservatórios – um para 1 milhão de litros, e outro com capacidade de 150 mil litros –, estação elevatória, adutoras, e 20 quilômetros de rede de extensão.

A liberação de recursos contou com a presença do superintendente interino da CEF, Ubiratan Chaves, e da prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREIOS
Cadela encontra droga avaliada em R$ 200 mil em encomendas despachadas
ECONOMIA
Senado Federal aprova MP do aumento salário mínimo para R$ 1.045
CORUMBÁ
Cinco funcionários são presas acusadas de venda e receptação de tijolos
PROTOCOLOS
Comitê de ações da UEMS publica Plano de Biossegurança Institucional
POLÍTICA
Planalto teme que quebra de sigilo repercuta na cassação de Bolsonaro
CAPITAL
Homem acusado de esfaquear a mãe e um amigo da ex-mulher é preso
REMÉDIO CONTRA MALÁRIA
França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19
PONTA PORÃ
Ambiental autua homem em R$ 15 mil por maus-tratos a animais
DATAFOLHA
Para 61% dos que viram reunião, Bolsonaro quis interferir na PF
POLÍCIA
Idosa é agredida após ter a casa invadida por morador de rua

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher