Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Público e faturamento menor no Agrishow 2005

23 maio 2005 - 18h50

A crise na agropecuária afetou o faturamento da Agri-show, que terminou sábado (21-05) em Ribeirão Preto (SP). O movimento financeiro foi 40% inferior ao de 2004 com R$ 760 milhões em negócios. O público também foi menor: 138 mil visitantes.    Segundo o presidente do Sistema Agrishow, Sergio Magalhães, o recuo deve-se ao momento difícil de importantes culturas. No entanto, ele garante que o resultado da feira em termos de negócios e visitantes correspondeu à expectativa.    Entre os produtores rurais, fabricantes de máquinas agrícolas e políticos presentes na Agrishow 2005, o humor variou entre desânimo e revolta. Desânimo por causa da quebra na safra, da valorização do real, do aumento dos custos de produção e da queda nos preços de algumas commodities. Revolta devido à alta nos juros e à demora na liberação de financiamento para a compra de máquinas. "É muito difícil, caro e demorado conseguir financiamento para a aquisição de máquinas", declarou Rolf Roberto Baumgart, produtor de grãos em Rio Verde (GO).    "A gente se sujeita a produzir longe, em lugares sem infra-estrutura, sem logística e temos de enxergar este horizonte que não é dos melhores", acrescentou José Luiz Balardin, produtor de soja, milho e cana-de-açúcar nos municípios mineiros de Sacramento e Pirajuba.    "Registramos muitas propostas de compra de máquinas nas últimas feiras agropecuárias. Mas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) resolveu mudar as garantias e aumentar as exigências para o financiamento. Conseqüência: fiquei meses sem produzir e perdi milhões de reais em faturamento", disse Rubens Dias de Morais, proprietário da fabricante de implementos agrícolas Jumil, de Batatais, no interior paulista.    A empresa viu sua receita cair de US$ 63 milhões em 2003 para US$ 61 milhões em 2004. Para este ano, espera US$ 50 milhões. A situação da Jumil reflete a do setor de máquinas e implementos agrícolas como um todo: queda nas vendas internas superior a 30% no acumulado deste ano.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
COVID-19
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
OPERAÇÃO HÓRUS
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
CORONAVÍRUS
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
INFRAESTRUTURA
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
Motorista atropela e mata atual marido da ex e deixa bebê em estado grave
UEMS
Divulgado resultado preliminar para seleção de tutores e professores 
BRASIL
Anvisa diz que prazo para liberar vacinas tem a ver com documentação
COSTA RICA
Moto furtada é encontrada abandonada
DOURADOS
Homem tenta furtar fios de residência, é detido por populares e preso
ESTÉTICA
5 novos cosméticos para ficar de olho

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados