Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Prorrogadas as inscrições do Programa Vale Universidade Indígena

13 março 2013 - 09h25

Acadêmicos indígenas que estudam na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ainda podem fazer a inscrição para o processo seletivo do Programa Vale Universidade Indígena. As inscrições que se encerrariam no dia 12 de março, foram prorrogadas até o dia 26 de março, como consta na resolução nº 114. O motivo da prorrogação é que a UEMS está realizando o processo seletivo interno para o preenchimento de vagas remanescentes do Sistema de Seleção Unificada (SISU).

As inscrições do Vale Universidade Indígena são feitas exclusivamente pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social - Setas, www.setas.ms.gov.br, clicando no banner do Programa.

O Programa do governo do Estado de Mato Grosso do Sul é voltado aos acadêmicos que comprovem mediante documentação expedida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) a origem indígena, e devem estar matriculados em curso de licenciatura ou bacharelado.

Antes de se inscrever, é importante que o candidato leia com atenção, a Lei, o Decreto e a Resolução do Programa, disponíveis no site, para que tome conhecimento prévio dos documentos a serem apresentados caso seja selecionado para a entrevista, pois se não estiver com a documentação disponível para avaliação prévia, poderá haver o cancelamento da seleção preliminar. Os documentos comprovam a veracidade das informações indicadas no ato da inscrição.

Os acadêmicos recebem auxílio financeiro e têm a oportunidade de estar em contato com a prática profissional para o enriquecimento curricular através de atividades complementares de 12 horas semanais, compatível com a área de estudo escolhida.

Um grande diferencial é a oportunidade do estudante aprimorar sua formação profissional com a aplicação dos conhecimentos adquiridos em sala de aula, proporcionando experiência profissional necessária à inserção no mercado de trabalho, assegurando condições para a conclusão do ensino superior e contribuindo para o reflexo do processo educativo no fortalecimento das culturas e comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul, mediante concessão de benefício social.

###Atividades
O acadêmico participante do Vale Universidade Indígena deverá cumprir atividades com carga horária de 12 horas semanais, no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, em instituições indicadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social. O universitário recebe apoio financeiro, sob a forma de concessão de benefício social, no valor de R$ 300,00 mais R$ 46,00 de auxílio transporte, totalizando R$ 346,00 mensais.

O estudante Edivaldo Martim, da etnia Kaiowa, foi selecionado pelo Programa e permaneceu durante os quatro anos do curso de história, e valoriza essa oportunidade. “O Vale Universidade Indígena é uma grande ajuda para os acadêmicos indígenas, ainda mais para quem está iniciando um curso e não tem emprego. É uma grande oportunidade para não carregar despesas durante o período do curso”, afirma o acadêmico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Vereador deixa o Cidadania no último dia de janela e desembarca no PSDB
DOURADOS
Novas medidas para flexibilização do comércio devem sair até terça
SOLIDARIEDADE
Médicos de Dourados lançam campanha para doação insumos hospitalares
BRASIL
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
BOLETIM
MS tem mais dois casos confirmados de coronavírus
ELEIÇÕES
Cargo de Procurador-Geral de Justiça em MS será ocupado pela primeira vez por um promotor
CORONAVÍRUS
Higienização de cabines de caminhões continua nos postos da PRF em Dourados e na Capital
EM ASSUNÇÃO
Preso há um mês, Ronaldinho segue no Paraguai aguardando desfecho
DOURADOS
Universidade vai produzir álcool 70% para atender demanda do HU
MATO GROSSO DO SUL
Homem esfaqueado por sobrinho irritado com buzina recebe alta

Mais Lidas

DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
COVID-19
Dourados tem mais um caso confirmado de coronavírus
DOURADOS
Jovem morre no HU e município pede agilidade no resultado do exame de coronavírus
CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações