Menu
Busca sexta, 14 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Projeto obriga médias e grandes empresas a dispor de 0800

22 fevereiro 2011 - 13h04

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 13/11, do deputado Weliton Prado (PT-MG), que obriga os fornecedores de bens e de serviços a manter atendimento telefônico gratuito ao consumidor.

Ficam excluídas da obrigação as micro e pequenas empresasMicroempresa é aquela que tem receita bruta anual de até R$ 240 mil. Já a empresa de pequeno porte é aquela com receita bruta anual entre R$ 240 mil e R$ 2,4 milhões.

A legislação assegura a essas empresas tratamento jurídico diferenciado e simplificado nos campos administrativo, tributário, previdenciário, trabalhista, creditício e de desenvolvimento empresarial.

O projeto é idêntico ao PL 643/07, do ex-deputado Elismar Prado, que tramita em conjuntoTramitação em conjunto.

Quando uma proposta apresentada é semelhante a outra que já está tramitando, a Mesa da Câmara determina que a mais recente seja apensada à mais antiga.

Se um dos projetos já tiver sido aprovado pelo Senado, este encabeça a lista, tendo prioridade. O relator dá um parecer único, mas precisa se pronunciar sobre todos.

Quando aprova mais de um projeto apensado, o relator faz um texto substitutivo ao projeto original. O relator pode também recomendar a aprovação de um projeto apensado e a rejeição dos demais. com o PL 5786/01.

A proposta prevê que o consumidor será informado do tempo estimado para o atendimento. Além disso, todas as ligações atendidas deverão ser gravadas e armazenadas pelas empresas pelo prazo mínimo de 120 dias.

O projeto também restringe o atendimento automatizado – realizado exclusivamente por meio de gravações – a informações que não precisem de detalhamento. Prado critica a disseminação desse tipo de atendimento, que "impõe grande perda de tempo e constrangimento aos usuários".

O parlamentar ressalta ainda que, com a privatização dos serviços de telecomunicações, em 1998, muitas empresas substituíram os telefones 0800 por linhas de número 0300 (pagas). "O texto busca restabelecer o atendimento gratuito", reforça Prado.
Sanções

Conforme a proposta, os fornecedores que descumprirem a determinação de oferecer ao público o serviço 0800 estarão sujeitos a sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90), como multa, proibição de fabricação do produto e suspensão de fornecimento do produto ou serviço.
Tramitação

O projeto ainda será distribuído às comissões temáticas da Casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
ECONOMIA
Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
Dourados se aproxima de 29 mil casos de coronavírus e registra mais três óbitos
PANDEMIA
Dourados se aproxima de 29 mil casos de coronavírus e registra mais três óbitos
Sejusp autoriza promoção funcional Ano Base 2020 de 86 servidores da Polícia Civil
MS
Sejusp autoriza promoção funcional Ano Base 2020 de 86 servidores da Polícia Civil
Lobinho atropelado é resgatado às margens de rodovia de MS
RIO NEGRO
Lobinho atropelado é resgatado às margens de rodovia de MS
Concessão de terrenos é feita e auxilia no fomento de indústrias locais
DOURADOS
Concessão de terrenos é feita e auxilia no fomento de indústrias locais
PANDEMIA
MS soma mais de 890 mil doses de vacinas aplicadas contra o coronavírus
POLÍTICA
Em MS, Bolsonaro defende voto impresso e diz que só perde para Lula na fraude
BRASIL
Butantan paralisa produção de vacinas por falta de insumos
DOURADOS
Comad realiza encontros para discutir sobre a pandemia da dependência química
PARADESPORTO
De MS, Fernando Rufino conquista o ouro na Copa do Mundo de Paracanoagem

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP