Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Professores farão assembléia para discutir reajuste salarial

11 abril 2008 - 08h42

Os professores de Mato Grosso do Sul vão discutir a proposta de reajuste de 7,79% para a categoria em assembléia geral prevista para o dia 17 de abril, às 14 horas, na sede da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), em Campo Grande. Antes, serão organizados encontros municipais e a tendência, segundo o presidente da entidade, Jaime Teixeira, é que os profissionais acatem o percentual agora e negociem depois a diferença reivindicada.

A divergência entre Executivo e professores está no índice inflacionário a ser aplicado para correção salarial. O governo calculou 4,79%, enquanto a Fetems reivindica 6,01%. O percentual definido será acrescido dos 3% de reajuste linear a ser concedido aos servidores do Estado. Ontem, Puccinelli reuniu-se com a diretoria da Fetems. “A reunião foi boa, o governador admitiu que o índice dele está errado, mas pediu um prazo para pagar essa diferença no ano que vem”, explica Jaime Teixeira.

Hoje de manhã o governador André Puccinelli disse que os professores “estão rindo de orelha a orelha e que está tudo bem”. Puccinelli ainda acrescentou que o presidente da Fetems “estaria fazendo misancene”.

Teixeira não discorda totalmente do resultado da reunião, mas diz que não está fazendo “misancene” e sim “compromisso com a categoria” e por isso o assunto deve ser discutido com a base. De hoje até a próxima semana, a proposta do Executivo será discutida em reuniões municipais e no dia 17 de abril haverá assembléia geral.

Teixeira diz que a tendência é que a categoria acata o índice ofertado pelo Executivo, pois um índice tão pequeno não seria motivo suficiente para deflagrar uma greve. Ao mesmo tempo, por ser um percentual baixo de diverência – de 4,79% para 6,01% - ele acredita que isso ainda pode ser negociado até a assembléia e incluído no projeto que ainda deve ser enviado à Assembléia Legislativa. “É uma diferença pequena para impactar tanto assim no orçamento”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia