Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905

Professores da Reme defendem trabalhos em curso na capital

28 novembro 2012 - 20h00

Professores da Rede Municipal de Ensino de Dourados participam neste sábado, em Campo Grande, do encerramento do curso de Especialização em Mídias na Educação, oferecido pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em parceria com o Proinfo Integrado/MEC e apoio da Undime (União de Dirigentes Municipais de Educação).



Essa especialização começou no primeiro semestre de 2011 quando houve a divulgação dos cursos diretamente pelo NTEM (Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal), que coordenou o processo de inscrição dos professores locais. A carga horária do curso foi de 360 horas, cumpridas com encontros presenciais e atividades a distância.



Fizeram parte do conteúdo participação em fóruns de debates sobre o uso das tecnologias na educação, trabalhos em grupo, produção de resumos, resenhas e textos diversos e desenvolvimento de projetos educacionais nas Salas de Tecnologias Educacionais (STEs) das escolas de Dourados. Para a finalização, cada participante teve de escrever um artigo sobre um dos projetos.



No encontro de conclusão do curso, neste fim de semana, serão 30 professores do município de Dourados e outros 60 de todo o Mato Grosso do Sul, expondo e defendendo seus trabalhos Eles irão destacar o uso das tecnologias na educação como melhoria do processo ensino-aprendizagem e, passarão pela avaliação de uma banca examinadora.



EQUIPAMENTOS

Além de investimento em Formação Continuada através dos cursos ofertados pelo NTEM, as escolas municipais de Dourados estão sendo beneficiadas com equipamentos tecnológicos por meio do Proinfo (Programa Nacional de Tecnologia Educacional). Em 2011, 20 escolas da Reme foram contempladas com aparelhos multimídia e neste mês de novembro mais 15 escolas foram selecionadas.



São escolas rurais e indígenas, que receberão um computador interativo, com as mesmas características do projetor multimídia, além de Lousa Digital, um sistema que permite transformar a superfície de projeção em um quadro interativo. Os materiais são provenientes do Pronacampo (Programa Nacional de Educação do Campo), criado para atender escolas rurais.



As escolas beneficiadas são José Eduardo Canuto Estolano, Padre Anchieta, Ruy Gomes, Padre André Capelli, Coronel Firmino Vieira de Matos, Dr. Camilo Hermelindo, Fazenda Miya ( Pólo Francisco Meireles), Geraldino Neves Correia e as escolas indígenas Agustinho, Araporã, Lacui Roque Isnardi, Pai Chiquito, Ramão Martins e Tengatui Marangatu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Mulher é degolada e encontrada com sinais de estupro na fronteira
RACISMO
Fundação Palmares exclui homenagens a atletas negros com 19 medalhas
Paciente com covid morre em acidente com ambulância na MS-339
BODOQUENA
Paciente com covid morre em acidente com ambulância na MS-339
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa a marca de 6,5 milhões de casos de Covid-19
CAMPO GRANDE
Tio e dois sobrinhos desapareceram em córrego durante temporal na Capital
JUSTIÇA
Mutirão DPVAT realiza 386 perícias na comarca de Dourados
ACIDENTE
Garoto de 15 anos desaparece em córrego durante temporal na Capital
CULTURA
Festival da Canção da UEMS divulga música campeã da edição 2020
COTAÇÃO
Dólar fecha cotado a R$ 5,12, menor valor desde 22 de julho
APELO
Com mudanças no toque de recolher, bares e restaurantes temem prejuízos e demissões

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
ACIDENTE
Rodas de carreta se soltam e atingem mulher na calçada em Amambai
DOURADOS
Corpo encontrado na pedreira é de homem desaparecido há quatro dias