Menu
Busca domingo, 09 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Procon ameaça denunciar Vivo ao MPE

18 agosto 2004 - 08h44

O Procon de Dourados vai fazer um abaixo assinado com adesão de usuários contra a má prestação de serviço da Operadora de Telefonia Móvel Celular Vivo. Há cerca de um mês os usuários de Dourados vêm reclamando que os telefone da Vivo vêm apresentando defeito. As reclamações são tantas que o Procon chamou em Dourados o gerente da Ouvidoria Nacional da Vivo, Arnaldo Ladaga Leomil, de São Paulo. Ele passou toda à tarde ontem em reunião com representes do Procon, mas não quis falar com a imprensa. Ele justificou que não tem autorização da diretoria da Vivo para falar sobre o assunto. Segundo a diretora executiva do Procon, Odila Lange, as reclamações acontecem o dia inteiro no órgão. Mas ela aconselha para os usuários registrarem as queixas. “As reclamações por telefone não adiantam, os usuários prejudicados têm que registrar a queixa para representar a empresa no Ministério Público Estadual”, diz. Depois de colher as assinaturas, o abaixo assinado será encaminhado ao Ministério Público Estadual. Caso a empresa não resolva o problema poderá ser punida com multa. As pessoas dizem que ao tentar fazer uma ligação para um celular da Vivo ocorrem falhas no sinal, sinal de ocupado ou a mensagem de que o telefone esta fora de área de serviço. “Meu aparelho fica ligado o tempo todo, mas as pessoas dizem que nunca conseguem falar comigo porque o telefone está fora de área ou desligado”, reclamou o produtor João Batista Teló. Segundo ele o telefone está apresentando esse problema há mais de 15 dias. Segundo o Procon, os usuários dizem que as mensagens de propagandas, para adquirir os produtos Vivo, chegam normalmente, no entanto, reclamam que a operadora não vem oferecendo um serviço de qualidade que deveria em Mato Grosso do Sul. As pessoas que ligam no 1404 para reclamar dizem que os atendentes concordam com o problema que vem acontecendo nas linhas no Estado, mas não falam quando os serviços serão restabelecidos. “Com todas as reclamações notamos que a empresa está mais preocupada em vender seus produtos do que prestar um bom serviço aos seus usuários”, disse Odila.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Operário aproveita desfalques, goleia União ABC e reassume liderança
MEIO AMBIENTE
Agrônomo é autuado em R$ 12,5 mil por derrubada ilegal de árvores
IMUNIZANTE
Saúde distribui 1,12 milhão de vacinas da Pfizer a partir de amanhã
Brasileiro acusado de terrorismo na Ucrânia é preso com drogas e munições
SÃO PAULO
Brasileiro acusado de terrorismo na Ucrânia é preso com drogas e munições
PROCESSO SELETIVO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FUTEBOL
Com Palmeiras classificado, Paulistão define confrontos das quartas
OFENSA
Motorista tem caminhão roubado e é mantido em cárcere privado
OPORTUNIDADE
Exército abre concurso com 440 vagas para preparação de cadetes
NAVIRAÍ
Caçador é preso com armas e munições escondidas em motor de veículo
MARÍLIA
Jornalista esportivo Fernando Caetano morre aos 50 anos em São Paulo

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescentes flagrados em festa 'entregam' distribuidora que vendeu bebidas alcoólicas
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido
ACIDENTE
PRF diz que policial saiu andando de viatura após colisão com carreta
BR-163
Viatura da PRF estava com apenas um ocupante quando colidiu contra carreta