Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Primeiro prédio erguido no Haiti é um orfanato

22 janeiro 2010 - 08h30

O primeiro prédio construído no Haiti, depois do terremoto, é um orfanato feito pela Companhia de Engenheiros da Força de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU). Erguido com dinheiro doado pelos próprios soldados lotados na área de engenharia brasileira, o orfanato foi concluído em 14 de janeiro, dois dias após o tremor de terra que devastou o país.

O terremoto derrubou o muro que cerca o prédio, mas não abalou a sua estrutura. Os pedreiros que trabalham para a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) refizeram a obra, sob a orientação dos engenheiros brasileiros.

O orfanato fica em Croix-Des-Bouquets, subúrbio de Porto Príncipe. O prédio tem instalações simples, com teto de zinco. São dois quartos com beliches, dois banheiros, cozinha e uma sala de aula ornamentada com pinturas da Disney, como o Mickey Mouse e o Pato Donald, e as brasileiríssimas criações de Mauricio de Souza: Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali. O pátio ainda esta só com brita.

O prédio abriga 32 crianças sem pais, segundo a responsável orfanato, a haitiana Suze Sanon. Ela disse que a criação da Fondation Blessing Hands foi necessária porque há muitos menores abandonados no país. “No Haiti, temos muitas crianças que ficam sozinhas nas ruas. Elas não têm onde dormir, comer. Precisam de um abrigo.”

Depois do terremoto, o número de pedidos de abrigo para crianças no orfanato aumentou. No Haiti, a adoção enfrenta a burocracia e até a corrupção, lamenta Suze. Isso, segundo ela, dificulta o processo de adoção.

Antes da construção do novo prédio, o orfanato funcionava em instalações provisórias precárias. Não havia banheiro e a comida era feita sem as mínimas condições de higiene, relata o enfermeiro Edilon Ferreira de Souza, subtenente que serve há sete meses no Haiti.

Uma das crianças que vive no abrigo chama-se Carlos. Ele diz que não sabe qual é o seu sobrenome, mas gosta de futebol, do Brasil e do Kaká. “Eles se divertem com tudo. Basta um olhar para eles abrirem um sorriso”, conta Suze.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Mais quatro municípios de MS entram na rota do coronavírus
TRÁFICO
Maconha e skunk são apreendidos durante tentativa de fuga
BRASIL
Bolsonaro visita presidente do STF no hospital
EM 24H
De terça para quarta, Dourados internou um paciente por coronavírus a cada 4h40
CONTRABANDO
Mais de 700 celulares que seriam levados ao MT são apreendidos
DOURADOS
Porta-voz da prefeita diz que decretos têm base técnica após crítica do empresariado
DOURADOS
Em nova ação, BPW entrega aventais e máscaras para trabalhadores da saúde
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
ECONOMIA
Agronegócio sul-mato-grossense vendeu 87% da soja e 37% do milho
TRÁFICO
Polícia apreende mais de meia tonelada de maconha durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher