quinta, 25 de abril de 2024
Dourados
24ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Primavera começa hoje com aumento das chuvas

23 setembro 2003 - 06h32

A primavera começou hoje, elevando as temperaturas em todo o País. O período é marcado por chuvas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste, sul da região Norte, sul dos Estados do Maranhão e do Piauí e oeste da Bahia. As chuvas serão mal distribuídas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que não serão registrados os fenômenos El Niño e La Niña até o final do ano - mas isso não quer dizer que teremos condições climáticas normais no Brasil. A primavera começou às 6h47 de hoje e vai até 5h04 (horário de Verão de Brasília) do dia 22 de dezembro, enquanto em parte do Amapá e de Roraima começa o outono. Confira a previsão do Inmet: Região Norte: Deve chover acima da média no leste de Roraima, nordeste do Amazonas, noroeste do Pará e Amapá, e um pouco menos no oeste de Roraima, no norte, centro e sudeste do Amazonas, leste e sul do Pará. As temperaturas devem ficar dentro dos padrões. Região Nordeste: Prevê-se chuvas ligeiramente acima dos padrões no oeste do Maranhão e litoral sul da Bahia e dentro da normalidade no restante da região. A previsão é de temperaturas dentro dos padrões climatológicos em todo o Nordeste. Região Centro-Oeste: O índice pluviométrico deve ficar dentro dos padrões no Centro-Oeste. Já as temperaturas podem ficar acima da média. Em outubro e novembro as temperaturas máximas variam de 33ºC a 36ºC, no norte do Mato Grosso do Sul, oeste de Goiás, centro e leste do Mato Grosso, e as mínimas, de 15ºC a 18ºC no sul do Mato Grosso do Sul. Em dezembro as máximas variam de 30ºC a 33ºC na maior parte da região. Região Sudeste: A primavera deve apresentar chuvas ligeiramente acima do padrão no leste e norte do Rio de Janeiro, em grande parte do Espírito Santo e no nordeste de Minas Gerais. Nas demais áreas da região ocorrerão chuvas dentro dos padrões. As massas de ar quente e úmida passam a predominar nesta estação, favorecendo a elevação das temperaturas, que em algumas áreas da região podem superar a 40ºC. Região Sul: O Inmet prevê pancadas de chuva forte, trovoadas, rajadas de vento e queda de granizo. No Rio Grande do Sul, normalmente, as chuvas diminuem em novembro, nas áreas mais ao sul do Estado. É comum ocorrerem períodos de estiagem, com duração média de oito dias, entre a segunda quinzena de novembro e o mês de dezembro. A precipitação deverá fica abaixo do usual em toda a região. Prevê-se para o período temperaturas dentro dos padrões.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 6 milhões
LOTERIA

Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 6 milhões

Confronto em penitenciária termina com quatro pessoas mortas na fronteira
PEDRO JUAN CABALLERO

Confronto em penitenciária termina com quatro pessoas mortas na fronteira

Local de prova do concurso unificado será divulgado hoje, às 10h
EDUCAÇÃO

Local de prova do concurso unificado será divulgado hoje, às 10h

Agraer vai comprar de 60 mil mudas de erva-mate para distribuição
PRODUTORES

Agraer vai comprar de 60 mil mudas de erva-mate para distribuição

Quinta-feira tem previsão de sol e tempo seco em grande parte do Estado
CLIMA

Quinta-feira tem previsão de sol e tempo seco em grande parte do Estado

COTAÇÃO

Após alta na carne bovina, Dourados inicia a quinta com preços fixos no agro

ECONOMIA

Regulamentação da reforma tributária prevê alíquota média de 26,5%

POLÍTICA

Sessão do Congresso Nacional sobre vetos presidenciais é adiada

ECONOMIA

Vacina tetravalente contra a gripe do Butantan terá verbas do BNDES

SAÚDE

Unidade Móvel do Hospital de Amor está em Coronel Sapucaia nesta semana

Mais Lidas

SENAR

Do Japão para Mato Grosso do Sul: filha assume legado do pai e se tornou pecuarista

COLISÃO

Mãe e criança morrem após colisão de caminhonete e carro na BR-163

DOURADOS

Concurso "Miss e Mister Indígena" acontece no próximo sábado na Jaguapiru

COTAÇÃO

Soja em alta; confira como iniciam os preços do agro nesta quarta