Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99257-3397

Previsão de chuva vai aliviar estiagem no sul de MS

12 março 2004 - 17h54

Há mais de dois meses a ausência de chuvas esparsas vem causando perdas na produção sul-mato-grossense. Mais do que isso toda classe produtora vem aguardando ansiosamente a confirmação de precipitações no Estado, principalmente na região sul. Nesse sentido, a Secretaria da Produção e do Turismo do Estado (Seprotur), realizou ontem e hoje uma série de palestras técnicas falando sobre "As previsões climáticas para Mato Grosso do Sul nos próximos três meses". O convidado foi o chefe da Divisão de Meteorologia Aplicada do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET),  Expedito Rebello.Passando por Campo Grande, Navirai e Dourados, Expedito falou sobre a atual situação climática, os fatos e fenômenos que estão causando a ausência da chuva. Segundo ele "essa escassez de chuva deve-se ao forte inverno no hemisférico norte que chegou a marcar nos termômetros menos 50°C. Com isso as massas de ar frio baixaram até o hemisfério sul ocasionando um forte contraste de temperatura gerando assim energia suficiente para chover acima do normal em algumas regiões do Brasil como no nordeste, sudeste e em outras ocasionando a estiagem como é o caso de Mato Grosso do Sul". Ainda segundo o meteorologista outro fato como esse, que recebe o nome de Fenômeno Cíclico, aconteceu no Estado em 1985. "A nossa estimativa é que isso venha a se repetir somente daqui cinco anos. Mas os produtores podem ficar tranqüilos, pois a chuva está chegando", afirmou Expedito.Grande parte dos agricultores estão preocupados com a safrinha. Basta lembrar que a estiagem prolongada vem causando grandes perdas na produção agrícola na maior zona produtora do Estado, cerca de 30%, e que com o término das culturas de verão, os produtores estão se preparando para o plantio da safra de inverno, especialmente milho, trigo, feijão e sorgo. Mas Expedito alertou "que as temperaturas devem seguir uma tendência de queda podendo ocasionar, nos meses de junho e julho, prejuízo em algumas regiões devido à possibilidade de ocorrer geada".

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZANTE
Covid-19: Moderna confirma 13 milhões de doses da vacina para o Brasil
Motorista que saiu de MS é preso com cocaína em Minas Gerais
POLÍCIA
Motorista que saiu de MS é preso com cocaína em Minas Gerais
JUDICIÁRIO
TJ/MS divulga resultado da prova de sentença do Concurso da Magistratura
GPS e drone descobrem área de vegetação desmatada ilegalmente 
NOVA ANDRADINA
GPS e drone descobrem área de vegetação desmatada ilegalmente 
FUTEBOL
Lances de mão na bola terão novas regras; entenda o que muda
BATAGUASSU
Homem é encontrado morto com tiros na cabeça em área de pasto
PANTANAL
Agesul interdita parcialmente ponte na MS-243, na região do Nabileque
CORUMBÁ
Bombeiros suspendem buscas por homem desaparecido há 12 dias em fazenda
PAGAMENTO
Guedes diz que governo antecipará 13º de idosos e dos 'mais frágeis'
TRÊS LAGOAS
Depois de seis meses foragido, suspeito de matar mulher cega é preso

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados