Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
INTERNACIONAL

Presidentes da Ucrânia e do Irã conversam por telefone neste sábado

11 janeiro 2020 - 13h20Por Agência Brasil

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, e o seu homólogo iraniano, Hassan Rohani, mantêm hoje (11) à tarde uma conversa telefônica, depois que o Irã admitiu que abateu, por engano, um avião da companhia Ukraine Airlines International, matando todos os 176 pessoas a bordo.

Zelensky terá "uma conversa telefônica com o Presidente da República islâmica do Irã, Hassan Rohani, às 17h (12h, em Brasília)", após a qual "falará ao povo ucraniano", informou um comunicado da presidência ucraniana.

"Os nossos especialistas em Irã tiveram acesso a todas as fotografias e vídeos e outras informações necessárias para analisar os processos em curso em Teerã", informa ainda o comunicado, que manifesta confiança de que o Irã vai realizar um inquérito "rápido e objetivo".

Neste sábado (11) o presidente da Ucrânia exigiu a punição dos responsáveis pelo abate, além do pagamento de indenizações por parte do governo iraniano.

"A manhã trouxe a verdade. A Ucrânia insiste no pleno reconhecimento de culpa. Esperamos do Irã que leve os culpados à justiça, devolva os corpos, pague uma indenização e publique um pedido de desculpas oficial", escreveu Volodymyr Zelensky na sua conta do Twitter.

"A investigação tem de ser completa, aberta e deve continuar sem atrasos ou obstáculos", acrescentou.

O Irã admitiu hoje que o avião ucraniano que caiu na quarta-feira (8) em Teerã foi abatido inadvertidamente por militares iranianos.

Nas redes sociais, o presidente do Irã afirmou que o país "lamenta profundamente" ter abatido um avião civil ucraniano, sublinhando tratar-se de "uma grande tragédia e um erro imperdoável".

O Boeing 737 da companhia Ukrainian Airlines caiu na quarta-feira nos arredores de Teerã. A maior parte das vítimas era iranianos e canadenses, mas também havia afegãos, britânicos e suecos, além de 11 ucranianos, nove dos quais membros da tripulação.

O acidente ocorreu horas depois do lançamento de 22 mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Ain Assad e Erbil, no Iraque, em uma operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Filho mais novo de Bolsonaro está com covid-19
DOURADOS
Vítimas de calote municipal recorrem de decisão que extinguiu ações sem julgamento
CAPITAL
Festa em condomínio termina com prisão do dono da casa e músico
BRASIL
Covid-19: profissionais de saúde podem se alistar para teste de vacina
CONFLITO FUNDIÁRIO
STF fará audiência sobre reintegração de imóveis rurais ocupados por índios em Dourados
BRASIL
Sinos de igrejas em todo país tocam em homenagem a mortos por covid-19
PLATAFORMA
DJ eletrônico do STF será divulgado às 19h a partir de 31 de agosto
DOURADOS
Investigação que originou Operação Contágio será arquivada e parte vai ao MPF
ECONOMIA
Vendas externas de açúcar aumentam 200% de janeiro a julho e MS é 6º maior exportador do país
BRASIL
“Obstáculos serão vencidos”, diz Bolsonaro durante cerimônia militar

Mais Lidas

DOURADOS
Fogo destrói lanchonete, invade loja e queima várias motocicletas
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades
PANDEMIA
Prefeitura autoriza abertura de bares e flexibiliza funcionamento de outros setores
DOURADOS
Operação 'Gambiarra' mira reformas de escolas municipais pagas por secretária em nome de empresa