Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Prefeitura reconhece aspecto de desleixo com mato e diz ter roçado 15 mil metros de canteiros

26 janeiro 2021 - 09h24Por André Bento

A Prefeitura de Dourados avalia que o mato alto nos canteiros é um dos principais problemas e reconhece que essa situação deixa a cidade com aspecto de abandono e desleixo, mas assegurou ter roçado mais de 15 mil metros neste início de ano apesar do clima adverso, com chuva recorde superior a 300 milímetros. 

Em menção ao secretário de Serviços Urbanos, Romualdo Diniz Salgado Junior, que acumula essa função como interino de Planejamento, a administração municipal divulgou na segunda-feira (25) que “mesmo com o tempo chuvoso, os trabalhos de manutenção em Dourados estão avançando em ritmo acelerado”, com equipes próprias de serviços urbanos “distribuídas em vários pontos da cidade”.

“O mato alto nos canteiros é um dos principais problemas, pois a cidade fica com aspecto de abandono e desleixo. Dados da Semsur indicam, que até o momento, 15 mil metros de canteiros foram roçados, mesmo chovendo muito na cidade”, detalha, assinalando que “junto da roçada, a prefeitura também recolheu 450 toneladas de lixo”. 

“Este número é comprovado pelos tickets de balança, e compreende não apenas as gramas e matos cortados, mas também o lixo retirado dos canteiros”, pontuou o secretário. “Além disso, nossas equipes começaram a fazer limpeza emergencial de prédios públicos. Limpamos, até agora, 12 prédios em 13 dias”, acrescentou. 

O gestor municipal citou ainda que cinco praças já receberam as equipes de mutirão de limpeza, graças a parceria com a sociedade civil. 

Essas informações foram prestadas pela prefeitura na mesma semana em que houve a revogação do Pregão Eletrônico nº 12/2020, relativo ao Processo de Licitação nº 85/2020/DL/ PMD, cujo objeto trata da “contratação de empresa especializada para prestação de serviços de limpeza e conservação de vias públicas do Município de Dourados-MS”.

Esse procedimento licitatório foi lançado ainda em 2020 pela então prefeita Délia Razuk (sem partido) e previa gasto anual de R$ 23.961.797,89 com a terceirização do serviço, mas acabou barrado pelo TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) por indícios de irregularidades e possibilidade de lesão ao patrimônio público. 

Em meio a diversas tentativas frustradas de reverter a suspensão do edital judicialmente, com recursos negados na 6ª Vara Cível da Comarca e no TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o município ficou somente com equipes próprias e de convênio com a Agepen (Agência Estadual de Gestão do Sistema Penitenciário) para limpeza pública. 

Isso após o fim do vínculo com a Litucera Limpeza e Engenharia Ltda, que faturou mais de R$ 100 milhões de 24 de março de 2014 até 28 de setembro de 2020. Vencedora da Concorrência nº 001/2014, Processo de Licitação nº 045/2014, essa empresa teve o Contrato nº 161/2014/DL/PMD aditivado nove vezes pelo município. Isso ampliou a vigência contratual dos iniciais 12 meses e o valor global dos originais R$ 14.281.274,64 para R$ 102.969.571,64. Foi ela quem denunciou ao TCE as irregularidades que barraram a nova licitação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
LEGISLATIVO DE MS
Projeto visa criar programa para compra de computadores para professores
VACINAÇÃO
Presos indígenas e idosos são imunizados contra a Covid em duas cidades de MS
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
CAMPO GRANDE
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
ATENTADO
Morador de rua é ferido a tiros em bairro da Capital
FUTEBOL
Palmeiras e Atlético-MG estreiam hoje pela Libertadores
CAMPO GRANDE
MP reitera pedido de multa por descumprimento do Plano de Biossegurança no transporte público
DOURADOS
Segunda dose da vacina contra Covid será aplicada hoje no Centro de Convivência do Idoso
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
HOMENAGEM
Novo prédio do DOF receberá nome de coronel Adib Massad, após proposição de Neno Razuk,

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados