domingo, 21 de abril de 2024
Dourados
31ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Prefeitos iniciam marcha rumo ao Congresso Nacional

10 setembro 2003 - 10h00

Os prefeitos que participam hoje em Brasília (DF) da Mobilização Nacional em Defesa dos Municípios iniciaram a marcha em direção ao Congresso Nacional. A Polícia Militar fechou três das seis faixas do Eixo Monumental para garantir a segurança dos participantes. Ainda não havia um levantamento sobre o número de pessoas que participam da manifestação, mas o presidente da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), Paulo Ziulkoski, estima pelo menos quatro mil pessoas entre prefeitos, vereadores e representantes de associações de municípios do País. Pouco antes do início da marcha, Paulo Ziulkoski afirmou à Agência Estado que espera que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresente hoje alguma proposta que melhore a participação dos municípios no bolo tributário do País. Uma comissão de prefeitos terá uma audiência com o presidente Lula às 16h30 (horário de Mato Grosso do Sul). A idéia, segundo Ziulkoski, é agendar um encontro com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, às 16 horas, ou contar com a participação do ministro na audiência com Lula. Às 17 horas, os prefeitos retornarão ao Congresso para uma audiência com os presidentes da Câmara, João Paulo Cunha, e do Senado, José Sarney. Apesar das reclamações de que a reforma tributária não contempla os municípios, Ziulkoski admitiu que o texto aprovado na Câmara já aumentou em 0,7 ponto porcentual a participação dos municípios no bolo tributário. "O problema é que já tivemos 19,5% de todos os tributos arrecadados no País e agora, com esse pequeno aumento, chegaremos a pouco mais de 15%. Precisamos recuperar mais um pouco", disse. O presidente da Frente Municipalista no Congresso, senador Ney Suassuna (PMDB-PB), afirmou, durante discurso na manifestação dos prefeitos, que a pressão das prefeituras durante a votação da reforma tributária na Câmara foi fraca. "Agora a reforma vai para o Senado, que é a casa do pacto federativo e lá temos a obrigação de lutar para que as cidades sejam realmente contempladas", disse. O deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), que também participou da manifestação, disse em discurso que a reforma tributária como está provoca a derrota dos municípios brasileiros. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra marco temporal
DIREITOS HUMANOS

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra marco temporal

Idosa é presa ao tentar levar cocaína nos chinelos para filho em presídio
REGIÃO

Idosa é presa ao tentar levar cocaína nos chinelos para filho em presídio

Brasil deve exportar 96 milhões de toneladas de soja em 2024
ESTIMATIVA

Brasil deve exportar 96 milhões de toneladas de soja em 2024

SAÚDE

Apenas 22% do público-alvo se vacinou contra a gripe

CONSUMIDOR

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro

CULTURA

Mulheres sambistas lançam livro-disco infantil com protagonista negra

FUTEBOL

Palmeiras e Flamengo se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro

CULTURA

Intervenções urbanas descortinam outra Brasília

EDUCAÇÃO

Seleção oferta bolsas para estudantes-atletas do IFMS

HEMISFÉRIO SUL

'Cometa do Diabo' poderá ser visto em todo o Brasil neste domingo

Mais Lidas

DOURADOS 

Jovem é estuprada após ser abordada por desconhecido em Saveiro branco

COTAÇÃO

Soja segue em destaque no mercado do agro em Dourados, confira cotação

DOURADOS

Justiça manda arquivar processo de improbidade contra envolvidos na Operação Pregão

DOURADOS 

Mulher de 46 anos morre atropelada por motocicleta na MS-156