Menu
Busca segunda, 10 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Prefeito Murilo: ou tira a cidade do caos ou se afunda com sua coalizão

25 fevereiro 2011 - 08h19

O prefeito de Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, agora se chama Murilo Zauith, do DEM. Eleito, diplomado e empossado no mês de fevereiro de 2011, ele assume com a árdua missão de tirar literalmente a cidade do buraco administrativo e da baixa estima, levados a cabo pela incompetência e roubalheira instaladas na prefeitura por uma quadrilha de malfeitores nociva ao bem público.
 
A cidade parou no ostracismo desde a prisão do ex prefeito Ari Artuzi, do vice Carlinhos Cantor e de quase toda a Câmara de Vereadores no dia 1º de setembro do ano passado. As duas administrações interinas instaladas na cidade, do inicio de setembro de 2110 até o final de fevereiro de 2011, não deram conta do recado e a população tolerou, afinal estavam ali cobrindo uma lacuna por falta de governo legitimado pelas urnas para tal fim.
Murilo chega a prefeitura respaldado por 80,06% dos votos válidos na eleição extemporânea de 6 de fevereiro último e com grande apoio de políticos com mandatos e de instituições da sociedade civil. Agora, a empreitada, mesmo com todo o apoio, não é nada fácil. A maioria das vias urbanas encontra-se em estado caótico devido as péssimas condições de tráfego. Os buracos nas vias pavimentadas e as valetas nas de terra, tem tirado o sono dos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres e causados transtornos e prejuízos materiais incalculáveis. Além da buraqueira ainda há o incômodo e desordenado trânsito da cidade que tem causado dor e sofrimento para a sociedade devido o grande número de acidentes com vítimas e prejuízos materiais. Esse nó tem que ser desatado com urgência urgentíssima.
A educação e a saúde, segundo reportagem publicada no dia da posse, serão prioridades do prefeito Murilo e da vice Dinaci Ranzi, do PT. O sistema educacional do município, há tempos, vem se constituindo numa verdadeira baderna. Em dois anos e dois meses passaram por lá 5 secretários com o atual. Para se ter uma ideia do descontrole, as aulas do ano letivo de 2011, começaram com atraso de mais de uma semana, prejudicando diretamente milhares de alunos. Sem falar na famigerada lotação de professores convocados, que ocupam as vagas puras por falta de concurso ou no lugar do titular afastado por problemas de saúde ou por estar ocupando outra função. Nos CEIN’S (Centros de Educação Infantil) faltam vagas e a reclamação é geral, principalmente das mães que não tem onde deixar seus filhos menores para trabalhar fora.
Agora, do setor da saúde vem uma grande enxurrada de reclamações dos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). Há reclamações na demora do atendimento nas unidades de saúde e no Hospital da Vida, na realização de exames, no transporte dos pacientes e na falta de medicamentos. A saúde pública em Dourados nunca foi satisfatória e piorou numa velocidade assustadora a partir de 2009 no governo Artuzi/Cantor. O contrato da prefeitura com o Hospital Evangélico aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores, dá a dimensão do descaso e da falta de responsabilidade e compromisso do município com a saúde de seu povo. O douradense e também a população dos municípios da região que recorrem ao atendimento de saúde em Dourados, esperam por mudanças urgentes que melhorem significativamente esse serviço e diminua o sofrimento dos milhares de pacientes que recorrem ao SUS toda semana na cidade.
O douradense também espera por mudanças no setor de licitações públicas da prefeitura. Foi do setor das licitações que surgiu as principais denúncias de corrupção investigadas pela Polícia Federal e Ministério Público e que custaram os mandatos do prefeito, do vice e do presidente do legislativo municipal. Corrupção e desonestidade devem ser varridas daquele setor. Compromisso público, honestidade e transparência são princípios que se espera nortear a contratação de serviços e compra de materiais pela prefeitura. Fiscalizar as obras e serviços é uma necessidade premente, pois, obras de recuperação de pavimentação asfáltica começam deteriorar alguns meses após a conclusão. Prédios construídos a cerca de 4 anos, como é o caso da escola do Guaicurus, já necessitam de reformas. Coisas absurdas. O prefeito e a vice precisam colocar freios na impunidade. Aqui se cortam árvores a torto e direito, jogam lixos nos parques públicos e na rua, como se Dourados fosse uma cidade sem lei. Isso sem falar no preocupante índice estratosférico de criminalidade que assusta os moradores em todos os quadrantes da cidade.
A população espera que os mandatários governem com honestidade e respeito ao cidadão. Apesar de demonstrar certo ceticismo, devido as “pauladas” que vem sofrendo dos políticos desonestos, especialmente nos últimos dois anos, deposita confiança no Murilo, na Dinaci e equipe para tirar a cidade do lamaçal apodrecido ao qual se encontra. Murilo e Dinaci aproveitem o apoio do povo, das entidades de classe, da grande maioria dos vereadores, dos deputados estaduais e federais da cidade e do governador do estado e mude nossa Dourados para melhor. Se as mudanças não virem, vão jogar no ostracismo do descrédito, além deles dois; os 15 partidos da coalizão vitoriosa; os políticos e instituições que o apóiam. No mais, desejo muita sorte, porém, continuarei vigilante exercendo meu humilde papel de cidadão.

 
 
 
*Ribeiro Arce
*Professor da rede estadual de ensino. E-mail: ribeiroarce@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil chega a 15,19 milhões de casos e 422,3 mil mortes por covid-19
BURITI
Esfaqueado, homem volta para festa, passa mal e morre em UPA
ESPORTE
Operário aproveita desfalques, goleia União ABC e reassume liderança
MEIO AMBIENTE
Agrônomo é autuado em R$ 12,5 mil por derrubada ilegal de árvores
IMUNIZANTE
Saúde distribui 1,12 milhão de vacinas da Pfizer a partir de amanhã
SÃO PAULO
Brasileiro acusado de terrorismo na Ucrânia é preso com drogas e munições
PROCESSO SELETIVO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FUTEBOL
Com Palmeiras classificado, Paulistão define confrontos das quartas
OFENSA
Motorista tem caminhão roubado e é mantido em cárcere privado
OPORTUNIDADE
Exército abre concurso com 440 vagas para preparação de cadetes

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescentes flagrados em festa 'entregam' distribuidora que vendeu bebidas alcoólicas
IMUNIZAÇÃO
Estado aprova envio das primeiras doses da vacina Pfizer para Dourados
IVINHEMA
Após disparo, jovem é encontrado com ferimento na cabeça e morre no hospital
DOURADOS
Mulher é presa tentando entrar com porções de cocaína na PED