Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
EM SÃO PAULO

Prefeita Délia Razuk participa do lançamento da ferrovia Dourados-Paranaguá

Prefeita Délia Razuk participa do lançamento da ferrovia Dourados-Paranaguá

27 novembro 2017 - 13h50Por Assessoria

A prefeita Délia Razuk, acompanhada pelo secretário de Planejamento de Dourados, José Elias Moreira, participa nesta terça-feira (28), no auditório do Hotel Sheraton, em São Paulo, do lançamento oficial do PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) que vai demandar no processo de abertura de licitação do projeto da nova ferrovia, que prevê investimentos da ordem de R$ 25 milhões, ligando Dourados/MS a Paranaguá/PR pelo Pontal do Paraná.


O custo aproximado de construção efetiva do novo traçado proposto no PMI, com cerca de mil quilômetros de extensão, ligando Dourados, Caarapó, Amambai, Iguatemi, Eldorado e Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul, a Guaíra, Cascavel, Guarapuava e Paranaguá, no estado vizinho será da ordem de R$ 10 bilhões. “Esse encontro de São Paulo será a oportunidade para que os investidores se apresentem e as empresas interessadas em participar da elaboração do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental para a estruturação do projeto da nova ferrovia também se manifestem”, observou o secretário José Elias.


Os governadores de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja e do Paraná, Beto Richa, vão expor as pretensões dos dois estados nesse projeto e ouvir propostas dos investidores, inclusive, estrangeiros, de integrar o empreendimento, conduzido pela Ferroeste, estatal paranaense que atua diretamente junto ao porto de Paranaguá.


Com uma projeção de movimentar 50 milhões de toneladas nos próximos dez anos, o Porto de Paranaguá é apontado como o melhor caminho, “e também o mais viável economicamente, como já demonstram estudos iniciais”, de acordo com a prefeita de Dourados, para que o Brasil venha a incrementar o setor de exportações e de movimentação de mercadorias, como a soja, milho, proteína animal, fertilizantes, celulose, açúcar, cimento e combustível nesse traçado.


Com a nova ferrovia, o custo de transporte da soja, por exemplo, de Mato Grosso do Sul ao Porto de Paranaguá, terá uma redução estimada em oito reais por saca e, ao mesmo tempo, um vagão do transporte modal equivale ao transporte de três carretas de grãos pelas rodovias. “Diminui-se o custo de manutenção das estradas, reduz-se o número de acidentes, isso tudo mantendo o transporte rodoviário para levar a produção do campo até às estações de embarque; ou seja, o setor produtivo vai ter menos custos e ainda a possibilidade de aumentar a renda”, analisa o secretário José Elias.


A prefeita Délia Razuk recomendou prioridade por parte da equipe técnica do Município no sentido de facilitar a tramitação dos documentos necessários para Dourados estar presente nesse projeto da Ferroeste. O secretário de Planejamento. José Elias participou, no meio deste mês, de encontro no Ministério dos Transportes, juntamente com o presidente da Ferroeste, João Vicente Bresolin Araújo e do secretário de Infraestrutura e Logística do Governo do Paraná, José Richa Filho, com a Diretoria nacional de Ferrovias, para agilizar esses procedimentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Universidade que descumpriu parcelamento deve indenizar estudante
ITAMARACÁ
Mãe procura filha que está desaparecida desde a última sexta-feira
DROGA
Nelsinho Trad vai à Rússia com carta de Bolsonaro pela liberdade de brasileiro
MEIO AMBIENTE
Fazendeiro é multado em R$ 7,2 mil por desmatamento ilegal de vegetação
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil se aproxima de 158 mil mortes por Covid, com média de 442 por dia
PROVA
Segunda etapa do Concurso da Magistratura começa no próximo sábado
UEMS
Publicada 3ª Edição do Auxílio para Acesso Emergencial à Internet
BALANÇO
DOF apreende quase 3 toneladas de drogas, cigarros e armas na fronteira
ECONOMIA
Ministério diz que não prevê pagar 13º do Bolsa Família neste ano
CAPITAL
Soldado da FAB de 22 anos morre após colisão entre moto e carro

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados