Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Preço médio da gasolina sobe de R$ 3,70 para R$ 3,76 a partir de 1º de janeiro

27 dezembro 2015 - 12h00

A partir do dia 1º de janeiro, o preço médio do litro da gasolina fica R$ 0,06 mais caro. O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) atualizou a tabela de preços dos combustíveis que serve de base para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nas refinarias.

A gasolina vai passar de R$ 3,70 para R$ 3,764. O litro do etanol (álcool combustível) passa de R$ 2,794 para R$ 2,951. O GNV (Gás Natural Veicular) teve queda de preço. Era R$ 2,353 e passou para R$ 2,331 na nova tabela de preço médio ponderado ao consumidor final do Confaz, órgão ligado ao Ministério da Fazenda.

O Confaz é formado por técnicos do governo e representantes das secretárias estaduais de Fazenda, o valor determinado leva em conta as características de produção e custo de transporte de cada Estado. Neste valor médio, não é considerada a margem de lucro dos donos dos postos de combustíveis.

São Paulo tem o menor valor médio de gasolina e álcool para o mês de janeiro, R$ 3,495 e R$ 2,543, respectivamente. A gasolina mais cara do País é a do Acre, que custará R$ 4,034 o litro a partir do dia 1°. Em Roraima, que tem o maior preço para etanol, o litro do álcool vai custar R$ 3,360, em média.

O GNV mais barato, segundo a tabela do Confaz, é no Espírito Santo (R$ 2,062 o m³) e o mais caro é o do Distrito Federal (R$ 2,331 o m³).

A variação entre o maior e o menor preço dos combustíveis, a partir do dia 1º de janeiro, fica assim: gasolina 15,4%, álcool 32,1% e GNV 26%.

As fortes chuvas no final de novembro e início de dezembro prejudicaram a produção de cana-de-açúcar em diversas regiões do País. A safra vai até fevereiro. Em relação à produção anterior, a safra 2015/2016 deve crescer 3,8%, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). O etanol representa 57,9% da produção de cana-de-açúcar. Ao todo, serão produzidos 29,21 bilhões de litros de etanol contra 28,66 bilhões de litros da safra anterior.

Quem tem carro flex e quer saber se vale a pena abastecer com álcool ou gasolina deve multiplicar o valor do litro de gasolina por 0,7 e comparar com o valor do litro do álcool. Se o resultado for maior, compensa usar o álcool. Se for menor, a vantagem é abastecer com gasolina.

Com o preço médio de R$ 3,764 para a gasolina e de R$ 2,951 para o litro do álcool, compensa abastecer com gasolina. A economia é de 10,7%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde Indígena planeja iniciar hoje vacinação em aldeias do polo de Dourados
COVID-19
Saúde Indígena planeja iniciar hoje vacinação em aldeias do polo de Dourados
Com mais de mil casos de coronavírus em um dia, MS ultrapassa 153 mil contaminados
PANDEMIA
Com mais de mil casos de coronavírus em um dia, MS ultrapassa 153 mil contaminados
STF mantém prisão preventiva de empresário acusado de chefiar milícia armada em MS
OPERAÇÃO OMERTÀ
STF mantém prisão preventiva de empresário acusado de chefiar milícia armada em MS
Jovem é preso após adquirir bicicleta furtada avaliada em R$ 3 mil
RECEPTAÇÃO
Jovem é preso após adquirir bicicleta furtada avaliada em R$ 3 mil
Prefeito troca corregedor da Guarda Municipal
DOURADOS
Prefeito troca corregedor da Guarda Municipal
INSS
Prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
MS-386
Casal é preso transportando drogas de MS para Santa Catarina
BRASIL
Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação
PANDEMIA
Em primeiro dia de vacina no interior, MS ultrapassa de 2,7 mil óbitos por coronavírus
POLÍCIA
Caminhonete é apreendida com 250 kg de agrotóxicos na região de Ponta Porã

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163