Menu
Busca sexta, 30 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Povo de Salvador se despede de ACM; senador será enterrado ao lado do filho

21 julho 2007 - 06h27

O corpo do senador Antonio Carlos Magalhães (DEM) será enterrado na tarde deste sábado no cemitério do Campo Santo, em Salvador, ao lado do filho Luís Eduardo Magalhães, deputado federal morto em abril de 1998.
Quando estava na capital baiana, pelo menos duas vezes por mês ACM costumava visitar o cemitério para rezar em memória dos dois filhos que estão enterrados no Campo Santo (centro) --Luís Eduardo e Ana Magalhães.
Pela programação, o corpo do senador baiano deve seguir para o Campo Santo por volta das 17h --depois de mais de 15 horas de velório no Palácio da Aclamação (centro da capital baiana).
Para evitar tumultos, a SET (Superintendência de Engenharia e Tráfego), órgão da Prefeitura de Salvador, anunciou que o trânsito em todas as ruas que dão acesso ao cemitério será interditado uma hora antes da chegada do corpo do senador.
No início da tarde, funcionários do cemitério iniciaram obras emergenciais de pintura e limpeza no jazigo da família Magalhães e nas vias que conduzem à quadra 16, onde o senador será enterrado.
Amigos de ACM decoraram o túmulo com flores, além da colocação de algumas faixas reverenciando a memória do político que governou a Bahia por três vezes.
ACM morreu às 11h40 de hoje, aos 79 anos, em São Paulo, em decorrência de falência múltipla dos órgãos. ACM estava internado no InCor-SP (Instituto do Coração), do Hospital das Clínicas, desde o dia 13 de junho, para tratar de complicações renais e cardíacas.
O corpo do senador deixou o InCor-SP às 17h08 desta sexta-feira (20) num carro do serviço funerário da Prefeitura de São Paulo. O carro foi escoltado por nove batedores da Polícia Militar e dois carros da fiscalização da prefeitura.
Um cortejo de oito carros ocupados por familiares e amigos do senador seguiram o veículo até a Base Aérea de Guarulhos, de onde todos seguiriam para a Bahia.
Horas antes da chegada do corpo de ACM a Salvador, cerca de 500 pessoas já faziam fila nas imediações do Palácio da Aclamação para prestar condolências aos familiares dele.
Pelo menos 300 policiais militares foram mobilizados para disciplinar as filas e controlar o acesso do público ao palácio.
Motoristas de táxi --categoria que tradicionalmente apoiou o grupo político comandado por ACM-- de quase todas as empresas que rodam em Salvador amarraram fitas pretas às antenas de seus veículos para simbolizar o luto.
"Nunca vi uma pessoa tão identificada com as raízes de sua terra como o senador Antonio Carlos Magalhães", disse Vítor Santana, motorista de táxi há 23 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TESTAGEM EM MASSA
Impacto da vacinação na fronteira apresenta 63% de queda de casos de Covid-19 em MS
Dourados fecha semestre com saldo de quase 2,6 mil novas vagas de empregos
CAGED
Dourados fecha semestre com saldo de quase 2,6 mil novas vagas de empregos
Prefeitura pagará R$ 1,3 milhão por leitos de UTI utilizados por pacientes com Covid
DOURADOS
Prefeitura pagará R$ 1,3 milhão por leitos de UTI utilizados por pacientes com Covid
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 38 milhões amanhã
'Free fire', café e coberta; jovens se viram como pode na fila do 'rolezinho da vacina'
DOURADOS
'Free fire', café e coberta; jovens se viram como pode na fila do 'rolezinho da vacina'
PANDEMIA
MS se aproxima de 2,3 milhões de doses de vacina aplicadas contra o coronavírus
TEMPERATURA MÍNIMA
Frio que castigou douradense nesta semana foi mais intenso desde 2013
DOURADOS
Licitação do tapa-buracos tem reviravolta com recurso de empresa
CALENDÁRIO
ACED abre inscrições para o Concurso de Fotografia na segunda
JOGOS DE TÓQUIO
Evandro e Bruno Schmidt vencem e seguem invictos

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PEDRO JUAN
'Justiceiros' voltam a atacar na fronteira e matam adolescente
DOURADOS
Motorista que fugiu após atropelar motociclista no centro não possuía CNH
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte