Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Postos de combustíveis reclamam contra impostos elevados

23 janeiro 2004 - 19h04

Os proprietários de postos de combustíveis de Dourados não aceitam o argumento de que aqui se pratica o preço mais elevado do Estado e que os derivados do petróleo distribuídos em Mato Grosso do Sul estão entre os mais caros do País. "O dia em que algum governante tiver coragem para mexer na pauta dos combustíveis, aí será possível reduzir o preço", afirmam.
Sobre os preços do álcool e da gasolina e demais derivados, incide ainda a cobrança de 22% de ICMS, ao contrário dos 17% que é praticado em São Paulo, onde ficam as refinarias que abastecem o Estado. As companhias aumentaram em R$ 0,02 a gasolina e em R$ 0,04 o álcool anidro, cujos novos preços começam a vigorar a partir de amanhã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
TCE-MS pede explicações sobre irregularidades de R$ 2,2 milhões em licitação de prefeitura
INTERNACIONAL
Ataques a tiros em dois estados deixam 6 mortos nos EUA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
Adolescentes estouram janela de alojamento e fogem de Unei
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
MPE-MS alerta gestores sobre prática de novo golpe no WhatsApp
REGIÃO
Após comprometimento de 98% do pulmão, prefeito se recupera da Covid-19
POLÍCIA
Após desentendimento, menina de 10 anos sai de casa e fica sete horas desaparecida
POLÍCIA
Homem é morto com vários golpes de faca e assassino é preso horas depois
PANDEMIA
Dourados segue com 100% das UTIs Covid ocupadas e com fila de espera por leitos

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto